Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da função de receptores LXRs na modulação de linfócitos T CD4+ in vitro e in vivo

Processo: 17/23679-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Pedro Manoel Mendes de Moraes Vieira
Beneficiário:Leonardo Pimentel de Freitas
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/15626-8 - Imunometabolismo em macrófagos e em linfócitos T nas doenças inflamatórias e metabólicas, AP.JP
Assunto(s):Receptores X do fígado   Inflamação   Linfócitos T CD4-positivos

Resumo

LXRs (do inglês liver X receptor) são receptores nucleares que agem como fatores de transcrição e estão envolvidos diretamente na resposta inflamatória a diversas doenças já conhecidas. Entretanto, os relatos existentes na literatura não são suficientes para elucidar uma conexão perfeita entre LXR e inflamação. Logo, este projeto foi criado com o objetivo de desvendar o papel dos receptores LXR na modulação de linfócitos T CD4+ para os perfis Th1, Th2, Th17 e Treg, sendo este último com caráter anti-inflamatório. Serão feitos testes para determinar o nível de expressão de LXR em células T CD4+ naive e diferenciadas. Os resultados obtidos serão importantes para a realização dos testes que consistem em observar como as células T deficientes em LXR alpha/beta se diferenciam na ausência e presença de agonistas (T0901317 e GW3965). A eficácia desses agonistas será comparada ao agonista endógeno oxisterol, possibilitando determinar a especificidade desses agonistas ao LXR. Uma vez que diversos tipos celulares expressam LXRs, os testes ¬in vivo irão trazer resultados específicos ao usar camundongos que sejam deficientes em LXR alpha/beta apenas em linfócitos T CD4+. As descobertas deste projeto visam aumentar o conhecimento a respeito de LXRs na polarização de linfócitos T CD4+, assim como obter os dados necessários para apresentar agonistas de LXR como candidatos específicos para o potencial desenvolvimento de fármacos contra doenças inflamatórias.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, FELIPE CORREA; AGUIAR, CRISTHIANE; PEREIRA, JESSICA A. S.; MONTEIRO, LAUAR DE BRITO; DAVANZO, GUSTAVO GASTAO; CODO, ANA CAMPOS; DE FREITAS, LEONARDO PIMENTEL; BERTI, ALINE SIQUEIRA; FERRUCCI, DANILO LOPES; CASTELUCCI, BIANCA GAZIERI; CONSONNI, SILVIO ROBERTO; CARVALHO, HERNANDES F.; MORAES-VIEIRA, PEDRO M. M. Ghrelin effects on mitochondrial fitness modulates macrophage function. Free Radical Biology and Medicine, v. 145, p. 61-66, DEC 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.