Busca avançada
Ano de início
Entree

Eficiência de uso de fósforo em Eucalyptus e os mecanismos fisiológicos e genéticos envolvidos

Processo: 17/22457-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Paulo Mazzafera
Beneficiário:Igor Dionízio de Albuquerque
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/25498-0 - Eficiência de uso de fósforo em Eucalyptus e os mecanismos fisiológicos e genéticos envolvidos, AP.TEM
Assunto(s):Eucalipto   Fósforo   Fisiologia vegetal

Resumo

O fósforo (P) está entre os três minerais essenciais encontrados em maior abundância nos tecidos vegetais. Faz parte da molécula de ATP, RNA e DNA, de lipídeos de membranas e de várias outras moléculas sem as quais plantas não vivem. As rochas fosfatadas são a fonte principal dos fertilizantes fosfatados usados na agricultura e as jazidas são finitas. Isto, junto com o fato de que o P no solo está pouco disponível às plantas, devido às suas interações químicas, faz com que seja necessário maximizar a eficiência do uso de P pelas plantas. O presente projeto visa entender os mecanismos fisiológicos e moleculares da absorção e remobilização do P em eucalipto e como a concentração endógena de fosfato da planta interage com as suas simbioses radiculares e com a microbiota da rizosfera. O eucalipto é uma importante cultura no Brasil, com significativo impacto econômico em várias regiões. Será explorada a diversidade genética de mais de 20 espécies do gênero, procurando-se inicialmente dois grupos entre as responsivas ao fornecimento de P, espécies eficientes e espécies não eficientes em absorver o P do solo. Ou seja, serão selecionadas espécies que consigam responder à suficiência de P (fertilização), mas que sejam diferentes na habilidade de adquirir P do solo quando em condições de deficiência. Em seguida, experimentos direcionados permitirão avaliar desde o crescimento e arquitetura das raízes, expressão gênica do "network" que regula a absorção, transporte e remobilização de P na planta, análise da microbiota associada, com particular interesse em micorrizas, cinética de absorção do P, respostas bioquímicas das raízes, enzimas do solo, qualidade da madeira dos eucaliptos. (AU)