Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese de derivados conjugados de óxido de grafeno reduzido-politiofeno para aplicação como HTM em células solares de perovskita

Processo: 17/07627-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Maria Aparecida Zaghete Bertochi
Beneficiário:Bruna Andressa Bregadiolli
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07296-2 - CDMF - Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais, AP.CEPID
Bolsa(s) vinculada(s):18/02084-0 - Aplicação de derivados conjugados de óxido de grafeno reduzido-politiofeno como material transportador de buracos (HTM) em células solares de perovskita, BE.EP.PD
Assunto(s):Óxido de grafeno   Semicondutores   Materiais cerâmicos

Resumo

A fim de atender a crescente demanda energética das últimas décadas o uso de energias renováveis, tais como as células fotovoltaicas - células solares (SC) - tem se destacado como forma promissora de energia limpa, renovável e eficiente para redução do uso de combustíveis fósseis, não renováveis e poluentes. O Brasil, por sua localização e extensão territorial, recebe a energia solar de cerca de 1013 MWh por ano, o que corresponde a aproximadamente 50.000 vezes o seu consumo anual de electricidade. Assim, o desenvolvimento de dispositivos que convertam a luz solar em energia elétrica utilizando novos materiais, eficientes e de baixo custo, tem despertado o interesse na comunidade científíca mundial. Neste contexto, as células solares de perovskita têm apresentado valores crescentes de eficiência. Assim, a química orgânica se apresenta como ferramenta crucial para a síntese de novos compostos com modificações estruturais para uma potencialização dos mesmos, objetivando maior eficiência da conversão energética. O material popularmente utilizado como transportador de buracos neste tipo de dispositivo, o spiro-O-MeTAD, tem se apresentado como um impecílio para a criação de dispositivos baratos e estáveis, uma vez que tem valor comercial dez vezes maior que Au e Pt e é instável ao oxigênio atmosférico. Assim, neste projeto propomos realizar a síntese de grupos ancoradores doador-p-aceitador para serem ligados covalentemente à compostos condutores derivados de carbono, como filmes e pós de grafeno para serem utilizados como material transportador de buracos (HTM) em células solares de perovskitas. Esses novos compostos serão submetidos a análises de caracterização estrutural, elétrica e fotoquímica. A montagem e caracterização dos dispositivos está prevista para ser feita em um período no exterior (BEPE) em colaboração com o grupo do Prof. Alan Sellinger na Colorado School of Mines (CSM - Golden). Pretende-se também verificar qual é o efeito das mudanças estruturais feitas na molécula em relação a diferentes tipos de substituintes em posições específicas para observar as respostas na proporção e rendimento dos produtos formados, nos tempos reacionais e no desempenho dos dispositivos. Além disso, as moléculas sintetizadas também poderão passar por testes para verificar potenciais aplicações em outros dispositivos eletrônicos orgânicos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.