Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos redox de angiogênese: efeito da dissulfeto isomerase proteica (PDIA1) em um novo modelo de camundongo transgênico

Processo: 17/06192-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Francisco Rafael Martins Laurindo
Beneficiário:Victor Eidi Koike Sakaguchi
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiopatologia animal   Biologia de sistemas   Miócitos de músculo liso   Movimento celular   Angiogênese

Resumo

Angiogênese é um importante mecanismo de doença influenciado por vias redox, porém as vias envolvidas nesta regulação são pouco claras. A dissulfeto isomerase proteica (PDIA1) é uma oxidorredutase da superfamília das tiorredoxinas, primariamente do retículo endoplasmático (RE), cuja principal função é a catálise do enovelamento proteico redox. Estudos continuados de nosso laboratório caracterizaram um importante papel da PDIA1 na regulação do complexo NADPH oxidase da família Nox, a principal fonte enzimática de espécies oxidantes com função de sinalização celular em vasos. Nesses estudos, identificamos que a superexpressão induzida da PDIA1 em células musculares lisas promove ativação espontânea da Nox1 NADPH oxidase e acelera a migração celular. Recentemente, nosso grupo desenvolveu um modelo de superexpressão transgênica constitutiva (i.e., não induzível) e ubíqua (i.e., não órgão-específica) da PDIA1 em camundongos. Esse modelo, construído integralmente no país, tem implicações potenciais bastante relevantes ao entendimento do papel da PDIA1 em sistemas biológicos e em fisiopatologia. Considerando os efeitos celulares da superexpressão aguda da PDIA1 em células vasculares, o foco deste trabalho é investigar o papel da PDIA1 sobre os processos de angiogênese. Os objetivos específicos são: 1) Validar um modelo de oclusão e neovascularização da artéria femoral em camundongos; 2) Investigar o efeito da superexpressão da PDI na intensidade da neovascularização; 3) Avaliar as implicações funcionais da superexpressão da PDI em situação de isquemia (i.e., avaliando tempo de exercício à esteira). Esta investigação poderá evidenciar novos mecanismos redox de angiogênese mediados pela PDIA1 em um modelo relevante. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.