Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do perfil de microRNAs exossomais em portadores de Hipercolesterolemia Familial

Processo: 17/19043-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Mario Hiroyuki Hirata
Beneficiário:Renata Caroline Costa de Freitas
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/22147-0 - Avaliação do perfil de microRNA-proteína exossomais em pacientes com hipercolesterolemia familiar, BE.EP.DR
Assunto(s):Biologia molecular   MicroRNAs   Hiperlipoproteinemia tipo II   Angiotomografia das coronárias   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)

Resumo

A Hipercolesterolemia Familial (HF) é uma desordem hereditária do metabolismo das lipoproteínas, com bases genéticas ainda não totalmente esclarecidas. Nesse contexto, os microRNAs (miRs), em particular aqueles transportados por exossomos tem emergido como uma potencial ferramenta na busca de uma melhor elucidação dos mecanismos fisiopatológicos da HF e assim contribuir para terapia individualizada. Portanto, o presente estudo objetiva investigar o perfil de expressão global de miRs exossomais em plasma de pacientes com HF. Serão recrutados pacientes com HF, diagnosticada fenotipicamente, em três centros de pesquisa de diferentes regiões do Brasil (n=270). Serão avaliados parâmetros bioquímicos, como também, avaliação cardiológica por angiotomografia, análise da expressão global de miRs exossomais em amostras de plasma utilizando a plataforma MiSeq (Illumina) e validação dos miRs diferentemente expressos e seus mRNA alvos pela RT-qPCR. O presente estudo é pioneiro no país e a sua realização na população brasileira é inovadora e desafiadora. Os resultados deste estudo visam contribuir para o conhecimento interativo do controle da expressão gênica por miR e sua interferência em genes alvos relacionados com a fisiopatologia da HF, fornecendo elementos para direcionamento no diagnóstico molecular para pacientes com fenótipo HF e seus familiares, não esclarecido pelo sequenciamento genético. Além disso, proporcionará formação de recursos humanos, consolidação da pesquisa e desenvolvimento pela integração das instituições envolvidas. (AU)