Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento geotécnico de misturas de solos tropicais paulistas com lodo de estação de tratamento de água

Processo: 17/24056-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Geotécnica
Convênio/Acordo: SABESP
Pesquisador responsável:Maria Eugenia Gimenez Boscov
Beneficiário:Edy Lenin Tejeda Montalvan
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Empresa:Universidade de São Paulo (USP). Escola Politécnica (EP)
Vinculado ao auxílio:13/50448-8 - Viabilização da utilização do lodo de ETA como material de cobertura de aterros sanitários e na construção de aterros em solos compactados, AP.PITE
Assunto(s):Geotecnia ambiental   Solo tropical   Lodo   Estações de tratamento de água   Análise química   Mineralogia do solo

Resumo

A disposição final do lodo de Estação de Tratamento de Água (ETA) hoje em dia apresenta-se como um dos grandes desafios para as companhias de saneamento. Diversas pesquisas têm sido desenvolvidas visando o reaproveitamento do lodo de ETA, no entanto, a destinação usual é a disposição em aterros sanitários ou industriais ou o envio a estações de tratamento de esgoto. Uma alternativa de disposição do lodo é a adição a solos naturais para a sua utilização em obras geotécnicas. O presente trabalho tem como proposta investigar o comportamento geotécnico de misturas de solo com lodo de ETA, tendo-se considerado para tal fim o estudo de misturas de dois solos de características geotécnicas distintas com três lodos de diferentes ETAs. Os solos a serem empregados na pesquisa serão selecionados em função da sua granulometria e de sua ocorrência no estado de São Paulo. Misturas dos solos com cada um dos lodos em no mínimo três proporções solo:lodo deverão ser investigadas. Essas proporções serão selecionadas em função do teor de umidade resultante e da trabalhabilidade das misturas. Será feita a caracterização química e mineralógica dos solos e lodos, assim como a caracterização geotécnica dos solos, lodos e misturas. Como a secagem do lodo e de suas misturas resulta em melhoria significativa das propriedades geotécnicas, o efeito da secagem prévia das misturas, que é mais fácil de realizar no campo do que a do lodo in natura, será também investigado, por meio de ensaios de compactação realizados com distintos valores de teor de umidade inicial. A alteração dos parâmetros geotécnicos dos solos devido à adição de lodo e à secagem será estudada por meio de ensaios de adensamento unidimensional, permeabilidade e resistência ao cisalhamento, parâmetros fundamentais para o uso em aterros, liners, reaterro de valas e muros. Adicionalmente serão realizados ensaios de resiliência para avaliar o potencial emprego das misturas como base ou sub-base de pavimentos. Propõe-se realizar ensaios de sucção e porosimetria para examinar os efeitos do teor de lodo adicionado e da secagem prévia na microestrutura das misturas. Possíveis empregos em diferentes obras geotécnicas serão sugeridos para as misturas que mostrarem comportamento adequado. (AU)