Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento geotécnico de misturas de solos tropicais paulistas com lodo de estação de tratamento de água

Processo: 17/24056-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Geotécnica
Convênio/Acordo: SABESP
Pesquisador responsável:Maria Eugenia Gimenez Boscov
Beneficiário:Edy Lenin Tejeda Montalvan
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Empresa:Universidade de São Paulo (USP). Escola Politécnica (EP)
Vinculado ao auxílio:13/50448-8 - Viabilização da utilização do lodo de ETA como material de cobertura de aterros sanitários e na construção de aterros em solos compactados, AP.PITE
Assunto(s):Geotecnia ambiental   Solo tropical   Lodo   Estações de tratamento de água   Análise química   Mineralogia do solo

Resumo

A disposição final do lodo de Estação de Tratamento de Água (ETA) hoje em dia apresenta-se como um dos grandes desafios para as companhias de saneamento. Diversas pesquisas têm sido desenvolvidas visando o reaproveitamento do lodo de ETA, no entanto, a destinação usual é a disposição em aterros sanitários ou industriais ou o envio a estações de tratamento de esgoto. Uma alternativa de disposição do lodo é a adição a solos naturais para a sua utilização em obras geotécnicas. O presente trabalho tem como proposta investigar o comportamento geotécnico de misturas de solo com lodo de ETA, tendo-se considerado para tal fim o estudo de misturas de dois solos de características geotécnicas distintas com três lodos de diferentes ETAs. Os solos a serem empregados na pesquisa serão selecionados em função da sua granulometria e de sua ocorrência no estado de São Paulo. Misturas dos solos com cada um dos lodos em no mínimo três proporções solo:lodo deverão ser investigadas. Essas proporções serão selecionadas em função do teor de umidade resultante e da trabalhabilidade das misturas. Será feita a caracterização química e mineralógica dos solos e lodos, assim como a caracterização geotécnica dos solos, lodos e misturas. Como a secagem do lodo e de suas misturas resulta em melhoria significativa das propriedades geotécnicas, o efeito da secagem prévia das misturas, que é mais fácil de realizar no campo do que a do lodo in natura, será também investigado, por meio de ensaios de compactação realizados com distintos valores de teor de umidade inicial. A alteração dos parâmetros geotécnicos dos solos devido à adição de lodo e à secagem será estudada por meio de ensaios de adensamento unidimensional, permeabilidade e resistência ao cisalhamento, parâmetros fundamentais para o uso em aterros, liners, reaterro de valas e muros. Adicionalmente serão realizados ensaios de resiliência para avaliar o potencial emprego das misturas como base ou sub-base de pavimentos. Propõe-se realizar ensaios de sucção e porosimetria para examinar os efeitos do teor de lodo adicionado e da secagem prévia na microestrutura das misturas. Possíveis empregos em diferentes obras geotécnicas serão sugeridos para as misturas que mostrarem comportamento adequado. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.