Busca avançada
Ano de início
Entree

(Re)conectando os nexos: experiências e aprendizados de jovens brasileiros sobre alimentos-água-energia

Processo: 17/24133-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: CONFAP ; Newton Fund, com FAPESP como instituição parceira no Brasil ; ESRC, UKRI
Pesquisador responsável:Mauricio Cesar Delamaro
Beneficiário:Atílio de Souza Favi
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEG). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Guaratinguetá. Guaratinguetá , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/50226-0 - (Re)connect the nexus: young Brazilians' experiences of and learning about food-water-energy, AP.TEM
Assunto(s):Desenvolvimento sustentável   Jovens   Análise multivariada   Recursos naturais

Resumo

Uma pesquisa recente sobre o nexo em alimentos-água-energia tende a se concentrar em fluxos (por exemplo, de alimentos entre produtores e consumidores) e formas de governar o nexo. No entanto, existe uma necessidade real de entender como as pessoas entendem, experiências, aprendem e participam do nexo alimento água energia em suas vidas cotidianas. É só assim que será possível abordar questões cruciais em termos de igualdade de acesso ao nexo recursos, resiliência às ameaças, e o papel da educação na resposta às necessidades e aspirações das diversas comunidades. No Brasil, como em outros países semelhantes, os jovens são um grupo muito importante, tanto demográfica quanto socialmente. No Brasil, os jovens (com idade entre 0 a 24) compõem 42% da população. Além disso, já sabemos que em diversos contextos globais os jovens são fundamentais em termos de garantir o acesso aos recursos (incluindo os nexos de recursos), a produtividade econômica, a coesão social, a resiliência social e a vida comunitária. Além disso, os jovens são muitas vezes os principais beneficiários de programas de educação especialmente a Educação para a Sustentabilidade, através do qual ambas as ameaças aos nexos e metas sustentáveis de desenvolvimento mais amplo são frequentemente abordadas. No entanto, há pouca pesquisa seja no Brasil ou globalmente sobre os jovens e suas interações com o nexo alimento água energia. O objetivo principal deste projeto é examinar os entendimentos, experiências e participação dos jovens (com idade entre 10 e 24) no nexo água alimentos energia no Brasil. Centra-se nesta faixa etária pelo fato das crianças mais velhas e adultos mais jovens serem geralmente os principais alvos para a educação para a sustentabilidade, e como eles são suscetíveis de ter maior capacidade para o envolvimento com reflexão sobre o nexo do que as crianças mais jovens. Para alcançar este objetivo, o projeto irá abordar três conjuntos de questões de pesquisa com enorme potencial para ambos os impactos acadêmicas e sociais. 1: Quais são os entendimentos, experiências e participação no nexo "alimento-água-energia" dos jovens (com idade entre 10 e 24) no Brasil? Centrando-se no estado de São Paulo com um estudo de caso, como é que estes variam em termos de sua diversidade geográfica (urbana, suburbana, rural) e socioeconômica de posicionamento (centrando-se sobre idade, sexo, classe e etnia)? Em meio às complexidades do nexo alimento-água-energia, quais são as principais prioridades para os jovens, suas famílias e comunidades? Como os jovens são incluídos (ou não) no acesso a partes do nexo? 2: Qual é o papel da variante e reconexão em compromissos dos jovens com o nexo alimento- água-energia? Em outras palavras, quais são as escolhas diárias que os jovens com outros adultos deve fazer em, por exemplo, escolher entre a comida, água ou energia que alimentam seus corpos, lares e serviços públicos? O que significa que os jovens têm conexões 'mais distantes' ou 'mais próximas' com os alimentos em um contexto brasileiro e se o princípio de "reconexão", tão importante para o EFS e outros programas de desenvolvimento sustentável têm relevância? Até que ponto os desafios das experiências dos jovens (talvez do primeiro mundo) sobre o estado dos componentes do nexo (ou seja, o que são alimentos, água e energia) se aplicam nesses contextos? 3: Como a Educação para a Sustentabilidade no Brasil deve abordar especificamente o nexo alimento água energia? Até que ponto se pode aprender sobre como o nexo apoia os próprios jovens em seus entendimentos, experiências e participação em termos de alimento água energia? (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.