Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de marcadores dos cromossomos sexuais na população do estado de São Paulo: análise de 32 X-InDels e 23 Y-STRs

Processo: 17/23787-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética
Pesquisador responsável:Regina Maria Barretto Cicarelli
Beneficiário:Isadora Frigieri
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/10138-8 - Estudo de marcadores dos cromossomos sexuais na população do Estado de São Paulo: análise de 32 X-InDels e 23 Y-STRs, AP.R
Assunto(s):Genética forense   Antropologia forense   Marcadores genéticos   DNA   Cromossomo Y   Cromossomo X

Resumo

A análise de marcadores STR dos cromossomos autossomos é considerada o método padrão utilizado em identificação humana e genética forense, pois apresenta um alto poder de discriminação que é suficiente para solucionar a maioria dos casos. Entretanto, em casos específicos, como na resolução de um caso de investigação de paternidade onde o suposto pai está ausente e é necessária a reconstrução genética por meio de familiares próximos, somente a análise de STRs autossômicos pode não ser suficiente para obtenção de um resultado conclusivo. Assim, há a necessidade da análise de marcadores dos cromossomos sexuais X e Y para complementar os resultados dos marcadores autossômicos e obter um laudo conclusivo. Além disso, é comum neste contexto a análise de amostras de DNA degradado e/ou contaminado. Nestes casos, pode haver dificuldades de análise dos marcadores STRs e recomenda-se a utilização de diferentes tipos de marcadores, por exemplo os InDels, que apresentam um menor fragmento a ser analisado após a PCR, aumentando a chance de sucesso na análise deste tipo de material. Neste projeto, serão utilizados dois conjuntos de marcadores dos cromossomos sexuais (32 X-InDels e 23 Y-STRs) para estudo da população do estado de São Paulo, visando a avaliação de diferentes parâmetros forenses. A diversidade genética existente em indivíduos de um mesmo grupo e entre diferentes grupos populacionais, pode ser avaliada a partir da distribuição das frequências alélicas de marcadores moleculares. É necessário ressaltar que esse tipo de pesquisa não pode ser considerado como algo meramente técnico, porque as informações de frequências são de extrema importância na resolução de casos criminais e/ou paternidades complexas, que em ambas as situações envolvem sentimentos, perdas, heranças e a dignidade do ser humano. Portanto, o projeto tem grande importância, permitindo a transferência de tecnologias para a comunidade, um dos principais objetivos da pesquisa científica acadêmica. Esses dados darão mais suporte estatístico para o uso destas metodologias em casos de identificação humana e/ou identificação de paternidade para a população. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.