Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunossensor flexível para detecção de cortisol em amostras não-invasivas de saliva

Processo: 17/15605-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Osvaldo Novais de Oliveira Junior
Beneficiário:Felipe Gabriel Pereira
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/14262-7 - Filmes nanoestruturados de materiais de interesse biológico, AP.TEM
Assunto(s):Biomarcadores   Saliva   Hidrocortisona   Técnicas biossensoriais   Dispositivo adaptativo dirigido por regras   Microscopia eletrônica de varredura

Resumo

Neste projeto, propõe-se desenvolver e caracterizar dispositivos flexíveis, funcionalizados com camadas autorganizadas (Self Assembled Monolayers - SAM) visando à preparação da superfície para imobilização do anticorpo anti-cortisol. Todas as etapas, desde a preparação até a detecção, serão avaliadas por técnicas eletroquímicas (voltametria cíclica, espectroscopia de impedância eletroquímica) e pelas técnicas de microscopia de força atômica (AFM), microscopia eletrônica de varredura (MEV), medidas de ângulo de contato e reflexão no infravermelho com polarização modulada (PM-IRRAS) para a completa caracterização dos dispositivos flexíveis. A detecção será feita através da adsorção do cortisol, sobre a superfície funcionalizada com os anticorpos utilizando-se técnicas eletroquímicas (voltametria cíclica e espectroscopia de impedância eletroquímica) em soluções padrão. Os imunossensores serão utilizados para detecção de cortisol em amostras não-invasivas de saliva. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.