Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do chumbo na decomposição aeróbia de Myriophyllum aquaticum (Vell.) Verdec

Processo: 17/20722-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Irineu Bianchini Júnior
Beneficiário:Beatriz Segnini Soares
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Macrófitas   Chumbo   Modelos matemáticos   Contaminação   Toxicidade   Oxigênio dissolvido   Limnologia

Resumo

O chumbo é um elemento tóxico que vem sendo utilizado pelo homem desde a antiguidade e até hoje é empregado em diversos processos industriais como a produção de baterias, soldas, pigmentos, entre outros. Caso seus resíduos não sejam dispostos de maneira correta causam sérios impactos ambientais podendo contaminar a atmosfera, solo e ambientes aquáticos. Seu efeito tóxico é devido a interações com proteínas, sua similaridade com o cálcio, sua capacidade de bioacumulação e biomagnificação e a sua atuação como desregulador endócrino. Nesse contexto, esse estudo visa avaliar o efeito do chumbo na velocidade de ciclagem da matéria orgânica em meio aquático, através da decomposição aeróbica de Myriophyllum aquaticum (Vell.) Verdec, analisando o consumo de oxigênio dissolvido, em diferentes concentrações de chumbo. Em princípio, supõe-se que a toxicidade do chumbo irá prejudicar a decomposição devido à sua interferência em rotas bioquímicas de microrganismos. De acordo com os procedimentos experimentais propostos, tal prejuízo deverá ser explicitado pelo decréscimo dos valores dos coeficientes de consumo de oxigênio devido à inibição das enzimas Citocromo Oxidase e Succinato Desidrogenase. (AU)