Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo morfológico comparado e análise cladística de Phasiinae (Diptera: Tachinidae) baseada em caracteres morfológicos

Processo: 17/21357-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 05 de março de 2018
Vigência (Término): 11 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Silvio Shigueo Nihei
Beneficiário:Rodrigo de Vilhena Perez Dios
Supervisor no Exterior: Torsten Dikow
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Smithsonian National Museum of Natural History, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/12441-0 - Estudo morfológico comparado e análise cladística de Phasiinae (Diptera: Tachinidae) baseada em caracteres morfológicos, BP.DR
Assunto(s):Tachinidae   Análise cladística   Morfologia animal   Sistemática

Resumo

A subfamília Phasiinae foi historicamente agrupada pelo fato de em geral serem parasitóides da sub-ordem Heteroptera, e mais recentemente agrupados devido a características da terminália masculina. A subfamília inclui atualmente 12 tribos, e um total de 105 gêneros e 639 espécies, com distribuição em todas as regiões biogeográficas. A única filogenia morfológica de Tachinidae e a única molecular para a subfamília corroboram a monofilia de Phasiinae. No entanto o grupo requer mais e melhores estudos, e não existem análises cladísticas com uso de dados morfológicos. A inclusão de táxons neotropicais assim como uma maior abrangência de gêneros globais na análise faz-se essencial. Uma hipótese filogenética nova e mais completa em termos de amostragem para o grupo pode contribuir para estudos filogenéticos e taxonômicos futuros, além de possibilitar estudos de co-evolução com seus hospedeiros. Pretende-se propor uma hipótese de relacionamento filogenético entre tribos e gêneros de Phasiinae, e assim testar a monofilia da subfamília e das tribos, contribuindo para um melhor entendimento das relações internas da subfamília e também propor um esquema de classificação tribal (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.