Busca avançada
Ano de início
Entree

Receptores espinhais de 5-hidroxitriptamina (5-HT) e ativação do tecido adiposo marrom durante a inflamação sistêmica

Processo: 17/24232-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Luiz Guilherme de Siqueira Branco
Beneficiário:Clarissa Maria Dias Mota
Supervisor no Exterior: Shaun Francis Morrison
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Oregon Health & Science University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:17/01633-8 - Papel da serotonina na área pré-óptica na modulação da temperatura corporal e da nocicepção durante a inflamação sistêmica, BP.DR
Assunto(s):Serotonina   Neurofisiologia   Regulação da temperatura corporal   Tecido adiposo marrom   Sistema nervoso autônomo   Termogênese

Resumo

A 5-hidroxitriptamina (5-HT) desempenha um papel termorregulador importante agindo no sistema nervoso central (SNC). Dados da literatura demonstram que a administração espinhal de 5-HT resulta em hipotermia e que a ativação dos receptores de 5-HT na coluna intermediolateral (IML) da medula espinhal aumenta a ativação simpática do tecido adiposo marrom (BAT). Ao encontro disso, os receptores endógenos de 5-HT1A e 5-HT7 da IML são ativados e aumentam a atividade do BAT durante o aumento da atividade do BAT induzida pelo frio. O aumento da atividade do BAT também é observado após administração sistêmica de lipopolissacarídeos (LPS), o qual é um componente da parede celular de bactérias Gram-negativas que induz respostas imunes resultando em uma resposta febril. Considerando a ausência de conhecimento suficiente sobre os mecanismos que envolvem a ativação dos receptores de 5-HT na IML durante a inflamação sistêmica induzida por LPS, nós hipotetizamos que a ativação endógena dos receptores da 5-HT da coluna no IML aumenta a ativação simpática do BAT, causando termogênese pelo BAT durante a inflamação sistêmica. Para essa investigação, realizaremos dois protocolos experimentais: (1) para determinar se a ativação dos receptores 5-HT na IML contribui para a ativação simpática de BAT evocada por inflamação sistêmica, propomos comparar o aumento na atividade BAT induzido pelo LPS antes e após microinjeções espinhais de 5-HT no seguimento T4 da IML. Além disso, pressão arterial, temperatura corporal (TCORE), temperatura do tecido adiposo marrom (TBAT), temperatura da pele (TSKIN), termogênese do BAT serão registrados e registros eletromiográficos (EMG) serão realizados; (2): para determinar o subtipo de receptor 5-HT específico na IML que contribuiria para a ativação simpática do BAT induzida pelo desafio imune, será realizado um protocolo para comparar a ativação simpática do BAT induzida pelo LPS antes e após microinjeções de antagonistas dos receptores 5-HT1A e 5-HT7 na IML. Além disso, a pressão arterial, TCORE, TBAT, TSKIN, termogênese do BAT e EMG serão registrados. Portanto, este projeto investigará se o envolvimento da ativação endógena dos receptores de 5-HT na IML contribui para a ativação termorreguladora do BAT durante a inflamação sistêmica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.