Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo citológico da conjuntiva de lobos-guará (Chrysocyon brachyurus - Illiger, 1815) pelo método de abrasão com escova

Processo: 17/23081-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Cristiane dos Santos Honsho
Beneficiário:Giselli Capareli Estrela
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Oftalmologia veterinária   Citologia animal   Conjuntiva   Lobo guará

Resumo

Devido ao intenso desmatamento do habitat natural do Lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), a espécie passou a invadir áreas urbanas em busca de alimento. A cidade de Franca-SP localiza-se a 200 km da Serra da Canastra, região de alta densidade populacional do canídeo e o Hospital Veterinário da Universidade de Franca comumente realiza o atendimento clínico dessa espécie, previamente capturada pela polícia ambiental, em situação de urgência e emergência. Assim, dados de referência quanto aos parâmetros de normalidade em indivíduos sadios são de extrema importância para um melhor atendimento. Neste sentido, como a conjuntiva é uma membrana mucosa com mecanismos de defesa bem desenvolvidos e que responde rapidamente a estímulos nocivos, o conhecimento sobre sua celularidade em espécies selvagens pode trazer informações importantes para a avaliação ocular nessa espécie. O presente estudo avaliará as estruturas celulares obtidas pela técnica de abrasão conjuntival com escova, em lobos-guará anestesiados, provenientes de um criadouro conservacionista. As amostras conjuntivais foram colhidas pelo método de abrasão com escova de ambos os olhos e distribuídas, cuidadosamente, sobre lâminas de vidro, fixadas e coradas pelo método de coloração papanicolau. O produto final das lâminas será avaliado pela observação direta, por microscopia óptica, evidenciando-se as estruturas celulares: células superficiais queratinizadas sem núcleo, superficiais queratinizadas com núcleo, superficiais, intermediárias e caliciformes. Os resultados obtidos serão descritos e apresentados em números absolutos e porcentagem. (AU)