Busca avançada
Ano de início
Entree

Cenário de baixo carbono para o setor energético do Estado de São Paulo

Processo: 17/02979-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Sergio Almeida Pacca
Beneficiário:Jhonathan Fernandes Torres de Souza
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sustentabilidade   Mudança climática   Aquecimento global   Emissão de gases   Gases do efeito estufa   Energia   Tomada de decisão   Cooperação internacional

Resumo

Uma vez reconhecendo o aquecimento global e as mudanças climáticas como uma realidade concreta e evidente, os governos de vários países têm assumido o compromisso de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa (GEE) para o futuro próximo. Tal compromisso está sendo atualmente consolidado com a ratificação do Acordo de Paris, acordo universal para luta contra as mudanças climáticas, fruto da Conferência das Partes (COP 21) ocorrida em 2015. O alcance das metas voluntárias de redução propostas pelos países ratificadores do acordo só será possível por meio de estudos que fundamentem as tomadas de decisão para políticas climáticas. Estes estudos têm realizado projeções a partir de diversos cenários, tendo como referência a situação atual das emissões de GEE. Entre estes estudos, existem os que inferem a evolução das emissões com a introdução de tecnologias ou medidas de baixo carbono, cada uma delas gerando uma wedge (cunha) que agrupadas formam um triângulo de estabilização capaz de manter as emissões em patamares condizentes com o cenário global de limitação do aquecimento a 2ºC. O presente projeto visa à produção de um cenário de baixo carbono, com base nas wedges, para o setor de energia do Estado de São Paulo até o ano de 2050. O escopo do projeto é apoiado no fato de que a energia é um dos setores mais importantes nas emissões de GEE, geralmente contribuindo para mais de 75% das emissões totais em países desenvolvidos, e no fato de que São Paulo possui características industriais e econômicas que o comparam ao nível de países desenvolvidos, justificando um estudo específico para determinar as maiores potencialidades de redução de GEE pelo estado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TORRES DE SOUZA, JHONATHAN FERNANDES; PACCA, SERGIO ALMEIDA. How far can low-carbon energy scenarios reach based on proven technologies?. MITIGATION AND ADAPTATION STRATEGIES FOR GLOBAL CHANGE, v. 24, n. 5, p. 687-705, JUN 2019. Citações Web of Science: 1.
DE SOUZA, J. F. T. Industrial low carbon futures: A regional marginal abatement cost curve for Sao Paulo, Brazil. JOURNAL OF CLEANER PRODUCTION, v. 200, p. 680-686, NOV 1 2018. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SOUZA, Jhonathan Fernandes Torres de. Cenários de baixo carbono para o setor energético do Estado de São Paulo. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Artes, Ciências e Humanidades São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.