Busca avançada
Ano de início
Entree

Função molecular das proteínas PA14_00800 e PrlC em vias de sinalização do patógeno oportunista Pseudomonas aeruginosa

Processo: 17/24819-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 15 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 14 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Regina Lúcia Baldini
Beneficiário:Regina Lúcia Baldini
Anfitrião: Joanne Engel
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, San Francisco (UCSF), Estados Unidos  
Assunto(s):Regulação da expressão gênica   Pseudomonas aeruginosa   Transdução de sinais   Nucleotídeos cíclicos   Microbiologia   Interação proteína-proteína

Resumo

Todos os organismos coordenam suas funções recebendo informações do ambiente e utilizando-as para ajustar as vias que permitem sua sobrevivência e adaptação. Como em todas as células, os sistemas de sinalização em bactérias devem ser finamente regulados para garantir seu sucesso em diferentes condições. Enquanto algumas bactérias possuem nichos muito específicos, Pseudomonas aeruginosa é o símbolo do oportunismo: ela habita ambientes diversos, utiliza várias fontes de carbono e energia e é capaz de sintetizar metabólitos secundários que aumentam sua capacidade de competição com outros microrganismos. P. aeruginosa possui intrincados sistemas de comunicação célula-a-célula, resistência intrínseca a antibióticos e pode viver em comunidades multicelulares denominadas biofilmes. Está frequentemente associada a infecções hospitalares e pode causar pneumonias agudas e crônicas em portadores de fibrose cística. Com quase 20% de seu genoma dedicado à regulação da expressão gênica, P. aeruginosa tem sido extensivamente estudada no que se refere às várias faces de sua fisiologia, mas muito de suas vias de sinalização permanecem inexplorados. Este projeto visa aumentar o conhecimento desses sistemas, que poderiam ser alvos para tratar e prevenir infecções por P. aeruginosa. Mais especificamente, pretendemos entender as funções das proteínas PrlC e PA14_00800, cuja expressão é influenciada pelos níveis de c-di-GMP e que aparentam fazer parte da via de sinalização Chp, relacionada ao reconhecimento do contato com a superfície, que ativa vias de motilidade celular e de expressão de fatores de virulência.