Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de proteínas carregadas para uso em filmes multicamadas auto-organizados

Processo: 17/24668-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 21 de março de 2018
Vigência (Término): 20 de março de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Marisa Masumi Beppu
Beneficiário:Rogério Aparecido Bataglioli
Supervisor no Exterior: Bradley Olsen
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Massachusetts Institute of Technology (MIT), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/10193-9 - Desenvolvimento de mecanismos de ativação e controle da liberação de fármacos em mochilas celulares para uso em terapias antitumorais, BP.DD
Assunto(s):Biologia sintética   Biologia molecular   Polímeros sintéticos

Resumo

Avanços recentes no campo da biologia molecular têm permitido aos cientistas o desenvolvimento e síntese de diversas sequências peptídicas capazes de armazenar características funcionais específicas dos sistemas proteicos encontrados na natureza. Apesar da considerável vantagem destes sistemas no que se refere a biocompatibilidade, biodegradabilidade, resposta terapêutica e baixa polidispersidade (próxima de 1,0) comparada aos polímeros sintéticos, até onde sabemos, poucos estudos têm explorado o uso destas proteínas biossintéticas em filmes multicamadas produzidos pela técnica Layer-by-Layer. Este projeto de estágio no exterior tem como objetivo o desenvolvimento de proteínas biossintéticas, com propriedades termo-responsivas, para uso em filmes multicamadas visando aplicações terapêuticas e de diagnóstico. O programa de estágio será realizado no laboratório do Prof. Bradley D. Olse, no Departamento de Engenharia Química do MIT. Em princípio, o Prof. Olsen irá treinar o beneficiário do projeto na produção de sequências peptídicas do tipo C10 e proteínas do tipo elastinas (ELP), a partir de protocolos bem estabelecidos para expressão destas proteínas em linhagens de E. coli. O beneficiário do projeto irá então trabalhar com o Prof. Olsen no desenvolvimento da maquinaria necessária para seleção de sequências proteicas promissoras, criando assim mecanismos para desenvolver e explorar uma extensa variedade de proteínas biossintéticas, contendo ligantes bifuncionais capazes de promover a adesão de células específicas e a degradação das proteínas e liberação de materiais, como sítios de quebra por metaloproteases (MMP2 e MMP9) e sequências do tipo RGD para adesão de células. Os pesquisadores pretendem selecionar e otimizar a expressão de genes específicos em processos de alto rendimento, permitindo que uma grande variedade de sequências proteicas promissoras sejam identificadas durante o período de um ano em que deste programa de estágio será conduzido. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.