Busca avançada
Ano de início
Entree

Projeto investigativo para caracterizar o perfil microbiômico e a resposta imunológica em melanomas primários e metastáticos

Processo: 17/18134-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 16 de abril de 2018
Vigência (Término): 15 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Jacks Jorge Junior
Beneficiário:Ciro Dantas Soares
Supervisor no Exterior: Delphine J. Lee
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of California, Los Angeles (UCLA), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:15/25905-1 - Expressão de Akt, COX-2, RUNX1 e metaloproteinases em melanomas metastáticos e prospecção biotecnológica de moléculas com atividade antitumoral, BP.DR
Assunto(s):Melanoma   Microbiota   Resposta imune

Resumo

Nas últimas cinco décadas, vários agentes infecciosos mostraram estar associados ao desenvolvimento de câncer, incluindo tipos oncogênicos vírus, bactérias e fungos. Microbioma humano é um termo usado para definir todos os microrganismos no corpo humano e seus genomas coletivos. Embora tenha sido relatada uma interação entre os perfis bacterianos (microbioma) e melanoma cutâneo, nenhum estudo correlacionou o microbioma com estadiamento clínico e sobrevida dos pacientes com melanomas. Portanto, é plausível defender a hipótese de que o microbioma tumoral pode interagir com o hospedeiro, e o sistema imunológico para influenciar imunidade antitumoral e desempenhar um papel relevante no progresso clínico e sobrevida de pacientes com melanoma. Assim, nesse projeto avaliaremos prospectivamente o microbioma de espécimes de melanoma cutâneo primário e metastático e determinaremos se quantidades específicas de determinadas bactérias estão associadas ao desenvolvimento subsequente de melanoma, bem como, se influenciam na sobrevida global de pacientes portadores desta neoplasia. Ainda, constitui objetivo desse projeto correlacionar o perfil do microbioma de melanomas com infiltração de células inflamatórias CD3, CD4 e CD8 positivas, bem como com o status imunológico dos tumores. Trata-se de estudo laboratorial, com base em material de arquivo, que envolverá material de biópsia/cirurgia de 100 indivíduos com idades estimadas entre 20 e 70 anos, sem considerar como critérios de seleção sexo, raça ou qualquer outro critério sócio-econômico-cultural. Serão selecionados dois grupos de amostras. Em um primeiro grupo, 50 casos de melanoma cutâneo sem história de metástase e em outro grupo 50 casos de pacientes com melanomas metastáticos, ambos provenientes dos arquivos da Área de Patologia Oral da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) /UNICAMP. Em todos os grupos, serão incluídos materiais provenientes dos blocos de parafina dos tumores primários. Serão obtidas lâminas a partir dos blocos de parafina, e estas serão submetidas a reações imunoistoquímicas (IHQ) contra CD3, CD4, CD8, CD20 e COX-2. A pesquisa será realizada em duas etapas. A primeira etapa compreenderá o estudo IHQ do material e será realizado na área de Patologia da FOP/Unicamp, com cronograma estimado de três meses. Na segunda etapa, será realizada análise de genoma, para isso será realizada a extração de DNA de espécimes parafinizados de melanomas (mesmo número amostral relatado para as reações IHQ), e após isso, o material resultante será sequenciado por amplificação parcial do gene 16S rDNA. Essa etapa será realizada no Los Angeles Biomedical Research Institute (Santa Monica, CA 90404) supervisionada pela profa. Dra. Delphine J Lee, com cronograma estimado de 8 meses.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.