Busca avançada
Ano de início
Entree

Remoção de glicerol livre e total do biodiesel de óleo de soja por adsorção em agregados de argila expandida

Processo: 17/21844-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Gustavo Nakamura Alves Vieira
Beneficiário:Pedro Gimenes Guião Maroni
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Biocombustíveis   Biodiesel   Glicerol   Adsorção (química)   Argilas

Resumo

Um dos critérios de qualidade requeridos para a comercialização do biodiesel é o teor de glicerol total e livre. Visando atender a este e outros critérios de qualidade, em geral o biodiesel é submetido à extração utilizando água como solvente ("lavagem"). Consequentemente, água em abundância é utilizada neste processo e esta corrente deve ser submetida a tratamentos residuários. Alternativamente a este processo, o biodiesel poderá ser submetido a um processo de adsorção, no qual impurezas são adsorvidas na superfície de um material sólido. Tal processo já é utilizado em outros processos de purificação, principalmente na remoção de cátions metálicos, substâncias orgânicas (sobretudo corantes), etc. de águas residuárias. Dentre os possíveis materiais adsorventes, a argila expandida apresenta potencial para ser utilizado nesta finalidade, por ser um material de baixo custo, alta porosidade de partícula e composto principalmente por aluminossilicatos. Em geral, este material é utilizado como isolante termoacústico em construção civil e como material de paisagismo. Neste contexto, o objetivo desta proposta será a análise da viabilidade técnica do uso da argila expandida como material adsorvente na purificação do biodiesel. Primeiramente, o biodiesel metílico de óleo de soja refinado será sintetizado por catálise homogênea química, em condições já estabelecidas na literatura. Obtido o biodiesel impuro (somente decantado), ele será submetido à adsorção em batelada. Amostras de biodiesel durante o processo de adsorção e após o sistema ter atingido o equilíbrio termodinâmico serão analisadas quanto ao seu teor de glicerol total e livre, utilizando procedimento descrito por normas brasileiras. Espera-se, por meio desta pesquisa, propor uma alternativa à purificação do biodiesel que reduza a quantidade de águas residuárias geradas no processo tradicional de extração com água. (AU)