Busca avançada
Ano de início
Entree

Acúmulo de celulose em fibras de algodão em razão do manejo da adubação potássica

Processo: 17/25380-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Fábio Rafael Echer
Beneficiário:Giuliano Oliveira Carnevalli Baltazar
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Carboidratos   Celulose   Potássio   Adubação potássica   Algodão   Açúcares

Resumo

O potássio (K) atua no transporte de açúcares das folhas para os órgãos reprodutivos influenciando a produtividade e a qualidade do produto final. O objetivo deste trabalho será avaliar o conteúdo de celulose em frutos de cultivares de algodoeiro cultivadas sob resíduos de Urochloa ruziziensis sob diferentes manejos da adubação potássica. O delineamento experimental será em esquema fatorial 6x2 com cinco repetições. Os tratamentos serão: 1 - Sem K e com braquiária; 2 - Sem K e sem braquiária; 3 - 140 kg ha-1 de K2O aplicado na braquiária; 4 - 140 kg ha-1 de K2O aplicado em cobertura no algodoeiro sem braquiária; 5 - 140 kg ha-1 de K2O aplicado em cobertura no algodoeiro com braquiária; 6 - 140 kg ha-1 de K2O aplicado 50% na braquiária e 50% aos 30 DAE do algodoeiro. O segundo fator serão as cultivares de algodão: cultivar precoce FM 913GLT e outra tardia FM 983GLT. O teor de açúcares e a atividade das enzimas SPS, SuSy e Invertase Ácida serão determinados em folhas opostas ao fruto de primeira posição do terço médio da planta. Os dados serão submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey (p <0,05), e os gráficos plotados no software Sigma Plot®. (AU)