Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da sirtuína 1 na ativação e diferenciação de células T CD4+ em animais obesos transplantados

Processo: 17/16711-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:Omar Alberto Domínguez Amorocho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/15411-2 - Papel da Sirtuina 1/Sirtuina 3 na resposta à obesidade e inflamação associada ao envelhecimento, BE.EP.DR
Assunto(s):Imunologia celular   Resposta imune   Sirtuína 1   Diferenciação celular   Linfócitos T CD4-positivos   Aloenxertos   Obesidade   Modelos animais

Resumo

As Histonas Desacetilases (HDACs) são moléculas biológicas responsáveis pela remoção do grupo acetilo dos resíduos de lisina da histona. Entre eles, Sirtuin 1 (Sirt1) é identificada como uma molécula importante no metabolismo celular e na regulação imune. O papel de Sirt1 no sistema imune adaptativo está relacionado à ativação celular, proliferação e diferenciação para diferentes fenótipos de células T. Aqui, levantamos a hipótese de que esse papel na diferenciação Th pode ser exacerbado na Obesidade e levar a uma resposta imune mais forte contra os antígenos dadores. Em seguida, objetivamos estudar a diferenciação de Treg e Th1, Th2 e Th17 em camundongos normais e obesos e então caracterizar seu impacto na rejeição ou aceitação do enxerto em camundongos onde Sirt1 é especificamente excluído em células T CD4 +. Os ratos SIRT1 floxed em células T CD4 + (SIRT1fl/fl-CD4-Cre) e WT littermates (SIRT1 +/+ - CD4-cre) serão submetidos a um aloenxerto totalmente de pele. A perda total de aloenxerto será considerada como rejeição. O efeito de Sirt1 em células T CD4 + será determinado por citómetro de fluxo, western blot, RT-PCR para medir citoquinas, fatores de transcrição e fenótipos de ativação. A diferenciação dos subconjuntos de células T CD4 + será feita in vitro a partir de células naïves isoladas de células T CD4 + de SIRT1fl/fl-CD4-Cre e WT littermates. As células Th Ova-TCR adotadas de forma apropriada derivadas de ratos SIRT1fl/fl-CD4-Cre e WT recortados com ratos OT-II (ratinhos transgênicos Ova-TCR) serão feitas em camundongos CD4 knockout e depois enxertadas com pele expressante de OVA (ratos transgênicos expressando OVA em queratinócitos). Os mesmos parâmetros serão testados. Esperamos desvendar os mecanismos por trás do papel do Sirt1 em respostas aloimunes e adicionar novos dados inovadores neste campo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FORNI, MARIA FERNANDA; ALBERTO DOMINGUEZ-AMOROCH, OMAR; MONTEIRO DE ASSIS, LEONARDO VINICIUS; KINKER, GABRIELA SARTI; MORAES, MARIA NATHALIA; DE LAURO CASTRUCCI, ANA MARIA; SARAIVA CAMARA, NIELS OLSEN. An Immunometabolic Shift Modulates Cytotoxic Lymphocyte Activation During Melanoma Progression in TRPA1 Channel Null Mice. FRONTIERS IN ONCOLOGY, v. 11, MAY 10 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.