Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de eventos de aneuploidia em Trypanosoma cruzi

Processo: 17/23086-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:José Franco da Silveira Filho
Beneficiário:Natália Agnes Almeida Viana
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/15000-4 - Trypanosoma cruzi: variabilidade genômica intra- e interespecífica e mecanismos de invasão/evasão celular, AP.TEM
Assunto(s):Aneuploidia   Trypanosoma cruzi   Hibridização in situ fluorescente

Resumo

O Trypanosoma cruzi é um protozoário parasita que apresenta notável variabilidade genética entre cepas e entre clones derivados de uma mesma cepa, com diferenças significativas em suas características genotípicas e fenotípicas, como padrões de infectividade e patogenicidade, além de variações no cariótipo molecular. Essas alterações podem exercer importante papel na resposta adaptativa em diferentes hospedeiros, mamíferos e insetos vetores. Vários estudos indicam a ocorrência de aneuploidia em T. cruzi, mesmo este sendo considerado um organismo diploide. Evidências obtidas por hibridização genômica comparativa em microarranjos (aCGH) e pelo sequenciamento de nova geração (NSG) demonstram haver a presença de cromossomos com diferentes ploidia (monossômicos, a tetrassômicos) em uma mesma população. Dados do nosso laboratório também demonstraram a presença de aneuploidia segmentar em T. cruzi, mais especificamente entre a cepa parental G e o clone D11. A aneuploidia pode ser um importante fator de geração de variabilidade genética em T. cruzi, um organismo que se reproduz assexuadamente e apresenta evolução predominantemente clonal. O objetivo este projeto é identificar eventos de aneuploidia em T. cruzi pela técnica de FISH utilizando-se marcadores cromossomos específicos dos cromossomos in silico TcChr 21 e TcChr 24 do clone CL Brener. A técnica de FISH permite a avaliação da ploidia em uma célula individual, e, portanto, será utilizada neste trabalho para investigar a presença de aneuploidia em várias células da população. Espera-se com esta análise verificar a presença de aneuploidia nos cromossomos TcChr 21 e TcChr 24 do clone CL Brener. (AU)