Busca avançada
Ano de início
Entree

Xenocristais e cristais cognatos em kimberlitos da província alcalina Alto Paranaíba (MG-GO, Brasil): contribuições petrológicas a partir de microanálises in situ elementais e isotópicas

Processo: 17/21397-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 21 de maio de 2018
Vigência (Término): 13 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Rogério Guitarrari Azzone
Beneficiário:Rogério Guitarrari Azzone
Anfitrião: David Graham Pearson
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Alberta, Canadá  
Vinculado ao auxílio:12/06082-6 - A província magmática Paraná-Etendeka no Brasil: relações temporais e petrológicas entre o magmatismo toleítico e alcalino e suas implicações geodinâmicas, AP.TEM
Assunto(s):Química mineral   Espectrometria de massa por plasma acoplado indutivamente

Resumo

A presente proposta de pesquisa no exterior procurará abranger a tópicos específicos ainda pouco ou nada explorados para as ocorrências kimberlíticas brasileiras como: 1) identificação e caracterização das diferentes populações de cristais presentes em rochas heterogêneas e híbridas (e.g., cristais cognatos vs. xenocristais) à luz dos novos critérios e referenciais indicado na literatura internacional recente, que possuem como foco o tratamento de detalhe, em microescala, associado a variações crípticas, quer elementais quer isotópicas, registradas para um mesmo cristal; e 2) processos petrológicos (e.g. processos de fracionamento cristal-líquido, misturas entre pulsos de magma kimberlítico, assimilação de fusão parcial de encaixantes crustais, degaseificação de magmas) e de dinâmica do manto que podem ser inferidos e/ou evidenciados a partir das assinaturas composicionais (elementos-traço e razões isotópicas) de tais populações. As relações de equilíbrio entre fundidos e populações de cristais serão avaliadas por meio de critérios texturais (tipos de zonamentos, texturas de corrosão e/ou reabsorção, sobrecrescimentos, etc.) bem como de tendências composicionais, tanto de elementos maiores quanto de traços, e de assinaturas isotópicas obtidas in situ. A solicitação para pesquisa no exterior é referente a período de 6 meses, a partir de maio de 2018. A escolha do supervisor, Dr. D. Graham Pearson, que ocupa a posição de Canada Excellence Research Chair na University of Alberta, deve-se à sua proeminência e vanguarda nas pesquisas com kimberlitos, geoquímica do manto e diamantes, bem como à sua ampla experiência com análises pontuais, in-situ, tanto de elementos-traço como de razões isotópicas em minerais à frente do renomado "Arctic Resources - Geochemistry Facility", também vinculado à University of Alberta. Esta proposta está diretamente vinculada ao Projeto de Auxílio à Pesquisa "A influência composicional de xenocristais e antecristais em magmas básicos a ultrabásicos alcalinos" (FAPESP 2017/03768-8), sob coordenação deste proponente, e ao Projeto Temático "A Província Magmática Paraná-Etendeka no Brasil: relações temporais e petrológicas entre o magmatismo toleítico e alcalino e suas implicações geodinâmicas" (FAPESP 2012/06082-6), coordenado pelo Prof. Dr. Excelso Ruberti e com participação deste proponente, sendo que as análises a serem executadas no exterior já estão consideradas nestes auxílios. Corpos de afinidade kimberlítica relacionados ao magmatismo alcalino do Cretáceo na Plataforma Brasileira, mais especificamente, aqueles vinculados à Província Alcalina do Alto Paranaíba foram selecionados para este estudo. A programação analítica envolvida na pesquisa compreende sobretudo análises pontuais (in situ) de química mineral de elementos-traço por espectrometria de massa LA ICP-MS (para as principais fases mineralógicas do sistema kimberlítico: olivina, perovskita, granada, monticellita, clinopiroxênio, minerais do grupo do espinélio, ilmenita e flogopita), bem como de análises isotópicas, principalmente das razões 87Sr/86Sr, 143Nd/144Nd e 206Pb/204Pb, e geocronologia U/Pb por espectrometria de massa LA-MC-ICP-MS (estas a serem realizadas em cristais de perovskita). Conjugando-se tais elementos, será possível atribuir significados genéticos às diferentes populações de cristais (xenocristais e cristais cognatos) presentes em uma dada intrusão, entender de melhor maneira os processos magmáticos envolvidos e construir modelos petrológicos mais detalhados. Trata-se de proposta original, pelo foco das discussões a serem abordadas, pela escala de trabalho adotada e pelo tipo de análises que pretende realizar, todos ainda não devidamente explorados para o estudo dos magmas kimberlíticos desta província.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.