Busca avançada
Ano de início
Entree

Pós-tratamento de efluente de indústria têxtil por adsorção com carvão ativado granular para remoção de DQO e cor

Processo: 17/25967-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Davi Gasparini Fernandes Cunha
Beneficiário:Matheus Gimenez Saraiva
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Indústria têxtil   Tratamento de águas residuárias   Adsorção (tratamento de água)   Carvão ativado   Demanda química de oxigênio

Resumo

A indústria têxtil apresenta uma importante atividade para a economia de muitos países, inclusive o Brasil. Porém, os efluentes líquidos lançados por tal atividade, quanto não tratados, oferecem impactos significativos ao meio ambiente e a possível degradação da qualidade da água dos corpos receptores. O efluente gerado apresenta elevada coloração e Demanda Química de Oxigênio (DQO) devido ao uso dos corantes para tingir os tecidos. Outra característica importante do efluente dessa indústria é o volume produzido, devido ao elevado consumo de água durante o processo de produção. Levando-se em conta tais características, é necessário buscar alternativas de tratamento e pós-tratamento para melhorar a qualidade do efluente a ser lançado no corpo receptor. Devido à baixa biodegradabilidade dos corantes, a eficiência do tratamento biológico convencional (e.g., lodos ativados) pode ser limitada para remoção de cor e DQO, sendo necessário agregar processos físico-químicos. Entre esses processos, a adsorção com carvão ativado (CA) tem apresentado desempenho satisfatório para remoção de cor e matéria orgânica. Este projeto terá como objetivo avaliar o desempenho de três carvões ativados granulares, produzidos a partir de diferentes precursores, em colunas de leito fixo, para pós-tratamento de efluente de indústria têxtil de São Carlos (SP) para remoção adicional de cor e DQO. Para isso, os carvões serão caracterizados por: Número de Iodo (NI), que indica a capacidade do CA em adsorver moléculas de pequeno peso molecular, e Índice de Azul de Metileno (IAM), que avalia a capacidade do CA em adsorver moléculas com dimensões na faixa de mesoporos. As colunas serão operadas por no mínimo dois meses, com taxa de 100 m³/d.m2. Espera-se, ao final do projeto, oferecer subsídios para o pós-tratamento do efluente da indústria têxtil e avaliar o potencial do uso de CA produzido a partir de diferentes matrizes para aplicações semelhantes com vistas à remoção de cor e DQO de águas residuárias. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.