Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação da atividade antitumoral do peptídeo L21R derivado do fator de transcrição Brn-2 em melanoma murino B16F10-Nex2

Processo: 17/22493-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Denise Costa Arruda
Beneficiário:Caroline Ramos da Silva Siqueira
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Campus da Sede Mogi das Cruzes. Mogi das Cruzes , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia   Antineoplásicos   Morte celular   Progressão tumoral   Melanoma   Melanócitos

Resumo

Melanócitos são células que se localizam na camada basal da epiderme, folículos capilares, trato uveal dos olhos e cóclea. São responsáveis pela produção de melanina, que confere cor à pele, cor dos olhos e cabelo. O melanoma é formado quando os melanócitos sofrem uma transformação maligna. Essa célula tumoral é resultante do acúmulo de mutações genéticas capazes de modificar a expressão de genes que codificam proteínas intrínsecas às vias reguladoras de moléculas proteicas responsáveis por controlar a proliferação e a adesão celular. Além disso, alterações em vias de sinalização celular também são importantes no processo de transformação maligna, bem como alteração nos níveis de fatores de transcrição. A proteína Brn-2 está relacionada com o desenvolvimento normal de linhagem melanocítica, e quando é superexpressa pode ativar sinais para um crescimento anormal como no melanoma maligno, além de induzir a proliferação e a invasão celular. A expressão gênica do fator de transcrição Brn-2 é regulada por três vias de sinalização Wnt/²-catenina, MAPK e PI3K/AKT. Estudos mostram que peptídeos derivados de fatores de transcrição induzem morte celular. Peptídeos são moléculas particularmente reativas produzidas por uma variedade de espécies. Apresentam grande afinidade e especificidade em tecidos alvo, além de baixa toxicidade. Alguns mecanismos de morte celular induzidos por peptídeo são: apoptose, necrose e senescência. O peptídeo L21R, derivado do fator de transcrição Brn-2, poderia interferir tanto com os mecanismos de morte celular como em fatores do crescimento tumoral, por competir com o sítio de ligação do Brn-2 no DNA. (AU)