Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação quantitativa da presença de b-amilóide e proteína tau em bulbo e epitélio olfatório de indivíduos com e sem Doença de Alzheimer residentes na cidade de São Paulo

Processo: 17/22317-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2017
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Luiz Fernando Ferraz da Silva
Beneficiário:Aline Macedo Vaz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/21728-2 - Uso de modernas técnicas de autópsia na investigação de doenças humanas (MODAU), AP.TEM
Assunto(s):Doença de Alzheimer   Patologia   Bulbo olfatório   Proteínas tau   Peptídeos beta-amiloides   Expressão de proteínas

Resumo

A doença de Alzheimer (DA) é uma desordem neurodegenerativa progressiva, caracterizada pela atrofia do córtex cerebral e perda de neurônios corticais e subcorticais, levando ao comprometimento cognitivo e demência. Na DA o sistema olfatório é uma das primeiras áreas a ser afetada. Já foi descrita a presença de deposição de proteínas tau e Beta Amilóide no sistema nervoso central na DA mas não há dados sobre esta deposição no sistema oflatório. O objetivo deste trabalho é a quantificação da deposição de proteína tau e beta-amilóide no sistema olfatório de indivíduos com e sem doenças de Alzheimer residentes em São Paulo. Serão incluídos 40 indivíduos de ambos os sexos com e sem D.A. cuja autópsia será realizada no Serviço de Verificação de Óbitos da Capital. Informações clínicas serão obtidas com familiares através de questionários estruturados validados. Durante a autópsia, os diferentes elementos do sistema olfatório serão retirados e amostrados para a pesquisa. A presença das proteínas tau e ²-amiloide no epitélio olfatório, bulbo oflatório e trato olfatório destes indivíduos será identificada por imunohistoquímica com anticorpos específicos para cada proteína e região. A presença de marcação será quantificada através de análise computadorizada de imagem. A expressão destas proteínas será apresentada em proporção de área e comparada entre os diferentes sítios do sistema olfatório, entre os indivíduos com e sem Alzheimer e entre os sexos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.