Busca avançada
Ano de início
Entree

Pequenas cidades do delta do Rio Amazonas: caracterização e tipologias urbanas

Processo: 17/24975-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 24 de agosto de 2018
Vigência (Término): 23 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional
Pesquisador responsável:Sandra Maria Fonseca da Costa
Beneficiário:Monique Bruna Silva Do Carmo
Supervisor no Exterior: Eduardo Sonnewend Brondizio
Instituição-sede: Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). São José dos Campos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Indiana University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:15/21725-9 - Pequenas cidades do delta do Rio Amazonas: caracterização e tipologias urbanas, BP.DR
Assunto(s):Espaço urbano   Amazônia

Resumo

A intensificação do processo de urbanização nas cidades da Amazônia nos últimos anos resultou em grandes transformações espaciais e sociais. Este processo que incorporou áreas distantes foi responsável por reestruturar essas cidades de acordo com o conjunto de ações aplicadas nos municípios. Essas cidades da Amazônia tem a predominância de pequenos aglomerados urbanos e possuem fraca infraestrutura e uma economia fortemente dependente de recursos públicos e da floresta. Apesar desses "urbanos" parecerem homogêneos, são bem distintos e com características próprias, muitas dessas cidades estão fortemente conectadas com a floresta, que em grande parte é a base econômica do município, enquanto que outras possuem vínculos econômicos com a indústria. Os municípios localizados no Delta, assim como as demais cidades brasileiras, são hierarquizados de acordo com tamanho populacional e com realidades distintas, essas cidades devem ser particularizadas por meio de sua configuração espacial, pois elas possuem dinâmicas econômicas e sociais próprias. Neste sentido, este projeto pretende analisar, utilizando-se como recorte espacial os municípios do delta do rio Amazonas, a diferenciação existente entre os diferentes urbanos dos pequenos municípios, enfatizando as transformações ocorridas entre os anos de 1990 e 2014, considerando-se as dinâmicas socioespaciais ocorridas ao longo desse período. Serão selecionadas amostras de cidades padrão ribeirinho orientado e padrão beira-rio, cuja economia esteja ligada diretamente aos recursos da floresta, ou aos recursos provenientes da indústria, e conectadas diretamente com a rede urbana, para que desta forma seja possível compreender os diferentes urbanos do Delta do Amazonas. Essa pesquisa pretende contribuir com a discussão de como essa Floresta, agrega paradoxos entre os diferentes urbanos, de forma que eles se confundem no mesmo espaço. Apesar da rede urbana da Amazônia ter passado por um processo de reestruturação, as cidades diante deste processo, afirmaram o seu papel como uma nova estrutura produtiva de mercado, mas este fator não se mostrou determinante para uma ruptura com o antigo urbano, ou com as suas antigas formas de organização espacial. Esta pesquisa pretende contribuir com a discussão sobre essa realidade urbana particular, que contém paradoxos entre as diferentes cidades e que poderá contribuir com as políticas públicas urbanas brasileiras.