Busca avançada
Ano de início
Entree

Cytometric Bead Array (CBA): validação da técnica para quantificação de citocinas em equinos

Processo: 17/24850-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Juliana Regina Peiró
Beneficiário:Isabela Ferreira Peverari
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Neonatologia veterinária   Potros   Citocinas   Biomarcadores

Resumo

Objetivo: validar os resultados das concentrações de citocinas séricas e no líquido uterino de éguas que acumulam líquido (casos não-experimentais) quantificados pelo método Cytometric bead array para citocinas de humanos. Animais: soro e líquido uterino de 12 éguas da raça Quarto de Milha. Material e métodos: Amostras de soro e de líquido uterino de éguas normais e de éguas que acumulam líquido uterino (casos não-experimentais) serão quantificados no início do cio (dia 1) e nos dias 2, 3, 4 e 5 após o início do cio pelo kit BD CBA Humano Th1/Th2/Th17. As leituras serão repetidas e plotadas contra uma curva-padrão com anticorpos recombinantes equinos para os perfis Th1/Th2/Th17. Os dados das duas leituras serão comparados. Relevância clínica: O ensaio CBA combina a alta especificidade e a sensibilidade do ELISA sanduíche com a versatilidade da citometria de fluxo, permitindo imunoensaios múltiplos para ser executado simultaneamente na superfície de pequenas microesferas. Isso permite a determinação de múltiplas concentrações de citocinas em uma única e pequena quantidade de amostra, tendo custo menor do que o teste ELISA. (AU)