Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da indução in vitro da transição epitélio-mesenquimal no comportamento biológico de linhagens celulares de carcinoma epidermóide de boca

Processo: 17/26567-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Camila de Oliveira Rodini Pegoraro
Beneficiário:Gabriele Gomes de Gois
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07245-9 - Investigação do papel das células-tronco de câncer e do microambiente no processo de transição epitélio-mesenquimal, invasão e metástase do carcinoma epidermóide de boca, AP.JP
Assunto(s):Patologia bucal   Carcinoma de células escamosas   Metástase   Transição epitelial-mesenquimal

Resumo

O carcinoma epidermóide de boca (CEB) é uma das neoplasias malignas mais comuns da região da cabeça e do pescoço, sendo o pior prognóstico a presença de metástase em linfonodos cervicais. Para que a metástase ocorra, é necessário que as células tumorais adquiram capacidade de invadir tecidos subjacentes, o que depende da ativação do processo biológico denominado de transição epitélio-mesenquimal (TEM). Durante a TEM, as células tumorais alteram suas características epiteliais e adquirem um fenótipo invasivo (mesenquimal), por meio da ativação de diferentes vias de sinalização (adesão, migração, motilidade e morfogênese; diferenciação, desenvolvimento, crescimento, proliferação celular, transdução de sinal e fatores de transcrição), assim como pela inversão das caderinas (perda de expressão de E-caderina e ganho de N-caderina). Esses eventos propiciam a dissociação das células tumorais devido à perda de adesão célula-célula, sendo considerados eventos-chave da TEM durante a carcinogênese de boca. Portando, o presente estudo pretende avaliar os efeitos da indução in vitro de TEM com o fator transformador de crescimento beta 1 (TGFB) em linhagens celulares de CEB de distintos perfis biológicos (SCC-9 e SCC-9 LN-1). Para este fim, serão realizados ensaios de viabilidade e proliferação celular bem como análise de expressão gênica de 84 marcadores alvos de TEM (PCRArray) e validação da expressão protéica (Western Blot) das moléculas diferencialmente expressas. Ao final, pretende-se fornecer melhores perspectivas na compreensão da participação do processo de TEM na carcinogênese de boca bem como caracterizar os diferentes fenótipos associados à progressão do CEC de boca. (AU)