Busca avançada
Ano de início
Entree

Adaptação para cultivo em suspensão e meio de cultura livre de soro fetal bovino da linhagem celular HEK-293T para produção em larga escala de vetores lentivirais

Processo: 17/21737-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Kamilla Swiech Antonietto
Beneficiário:Ana Luiza Oliveira Lomba
Instituição-sede: Hemocentro de Ribeirão Preto. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (HCMRP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08135-2 - CTC - Centro de Terapia Celular, AP.CEPID
Assunto(s):Imunoterapia   Cultura de células   Linfócitos T   Receptores de antígenos quiméricos   Lentivirus   Crescimento celular

Resumo

A utilização da imunoterapia com linfócitos T modificados com receptores de antígenos quiméricos (CAR) tem se mostrado eficaz no tratamento de leucemias e linfomas resistentes a quimioterapia e/ou recidiva. Atualmente, os vetores lentivirais são considerados o veículo de modificação gênica mais utilizado dessa terapia, oferecendo vantagens significativas. Dessa forma, com o crescente interesse por esses vetores e pela elevada demanda, faz-se necessário o desenvolvimento de processos de produção escalonáveis, reprodutíveis e com alta qualidade de grandes volumes de estoque de vetores. Frente à essa necessidade, o objetivo principal deste projeto será adaptar a linhagem celular HEK-293T para cultivos em suspensão e utilizando meios de cultura livres de soro fetal bovino de modo a estabelecer uma plataforma de produção de vetores lentivirais que permita futuros escalonamentos. A adaptação para os meios livres de soro e a seleção do meio mais eficiente em termos de crescimento celular e produção dos vetores será realizada em garrafas estáticas. O cultivo em frascos spinner será utilizado para adaptar a célula para o cultivo em suspensão. Após a adaptação para o cultivo em suspensão, serão realizados cultivos, também em frascos spinner, para caracterizar a cinética de crescimento celular e produção de vetores através da transfecção transiente. Tais cinéticas de crescimento e produção dos lentivírus serão comparadas às obtidas em culturas aderentes em meio contendo soro fetal bovino (DMEM +10% soro fetal bovino). Espera-se o desenvolvimento de uma plataforma eficiente, rápida e reprodutível para produção de vetores lentivirais que contribua de maneira significativa para a pesquisa na imunoterapia. (AU)