Busca avançada
Ano de início
Entree

Zika vírus em puérperas e neonatos: soroepidemiologia e caracterização molecular

Processo: 17/24769-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Edison Luiz Durigon
Beneficiário:Rafael Rahal Guaragna Machado
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/20045-7 - Descoberta de antígenos e desenvolvimento de métodos de diagnóstico sorológico e estratégias vacinais contra o Vírus Zika (ZIKV), AP.TEM
Assunto(s):Epidemiologia   Virologia   Infecções por Arbovirus   Vírus Zika   Gravidez

Resumo

O vírus Zika (ZIKV) é um arbovírus pertencente à família Flaviviridae, gênero Flavivirus. Os arbovírus, do inglês Arthropod-borne viruses, são vírus caracterizados por serem mantidos na natureza em ciclos enzoótico, envolvendo vetores artrópodes hematófagos e podem participar de um ciclo urbano, em que os seres humanos são os principais hospedeiros. Em 2015, houve um surto epidemiológico do ZIKV no Brasil, sendo este considerado pela Organização Mundial de Saúde como um patógeno de emergência de saúde pública de interesse internacional. Além do modo de transmissão vetorial, por espécies do gênero Aedes, outros meios não vetoriais de transmissão já foram relatados, como, transmissão sexual, vertical, transfusional, por saliva e urina. Cerca de 80% dos casos de infecção pelo ZIKV são assintomáticos e quando presentes, as manifestações clínicas são muito semelhantes à de outras infecções por arbovírus o que torna o diagnóstico dessa doença um grande desafio. Atualmente, mesmo conhecendo-se diversas complicações clínicas, decorretes da infecção pelo ZIKV, poucos trabalhos visaram investigar o perfil sorológico dessas pacientes. Portanto, este projeto visa realizar um estudo prospectivo/descritivo/epidemiológico, almejando investigar a frequência de infecção por ZIKV em puérperas e neonatos, determinando o perfil sorológico dos mesmos e a caracterização molecular do vírus Zika. Este estudo pauta-se na importância do entendimento do escopo completo do efeito do vírus Zika na gravidez, visto que o mesmo ainda não foi elucidado, além da necessidade de dados epidemiológicos que possam ajudar a orientar as respostas médicas e de saúde pública a esta arbovirose. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.