Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese de ferritas por coprecipitação modificada com e sem hidrotermalização assistida por micro-ondas

Processo: 17/24866-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Ruth Herta Goldschmidt Aliaga Kiminami
Beneficiário:Leonardo Guimarães Leal Lealdini
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Micro-ondas   Materiais cerâmicos   Ferritas   Tratamento térmico   Hidrotermalismo

Resumo

A contínua e crescente demanda por dispositivos eletro-eletrônicos, com desempenho e versatilidade cada vez maior, tem acentuado o interesse no estudo e desenvolvimento de novos materiais. A obtenção de nano ferritas abre perspectivas em aplicações destes materiais com propriedades diferenciadas, e possibilita novos estudos visando retenção de nanopartículas, cristalinas e puras. As ferritas têm sido obtidas na literatura por diferentes métodos utilizando tratamento térmico. Atualmente, materiais magnéticos e magnetoelétricos estão sendo preparados pelo nosso grupo, por diversos métodos de síntese, e um deles é o de coprecipitação modificada e hidrotermalização assistida por micro-ondas. Os resultados da "modificação da coprecipitação", temática de uma Tese de doutorado desenvolvida no grupo, são recentes e extremamente satisfatórios. O objetivo deste projeto de pesquisa visa obter pós de ferritas de CoFe2O4 e ZnFe2O4 puras e dopadas pelo método de "coprecipitação modificado", com e sem hidrotermalização assistida por micro-ondas. Para realizar este estudo, ferritas dos sistemas CoFe2O4 e ZnFe2O4 serão sintetizadas inicialmente. Após o controle e domínio da síntese, estudaremos a dopagem da amostra de CoFe2O4 com Zn (ZnxCo1-xFe2O4) em diferentes proporções (x = 0,25; 0,5 e 0,75). Para a caracterização dos materiais utilizaremos as técnicas tais como: ATD/TG, DRX, BET, MEV, MET e caracterização magnética. (AU)