Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do tecido ósseo peri-implantar em ratas hipertensas e com deficiência de estrógeno, após ação sinérgica de losartan e alendronato de sódio

Processo: 17/23082-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Roberta Okamoto
Beneficiário:Gabriel Mulinari dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Osso e ossos   Reparo ósseo   Implantes dentários   Estrógenos   Losartan   Alendronato   Modelos animais

Resumo

Este estudo visa caracterizar morfológica e estruturalmente o tecido produzido na interface osso-implante em ratas espontaneamente hipertensas ovariectomizadas que terão implantes instalados em suas tíbias, e analisar como o tratamento associado de losartan sistêmico e alendronato de sódio local podem influenciar no reparo ósseo peri-implantar. Material e métodos: 96 ratas adultas espontaneamente hipertensas submetidas a cirurgia de ovariectomia (OVX) ou cirurgia fictícia (SHAM). Trinta dias após essas cirurgias, será feita a instalação de um implante em uma tíbia de cada animal. As análises serão divididas em três grupos: Biomecânica e molecular, tecidos calcificados e tecidos descalcificados. No grupo Biomecânica e molecular, oito tíbias serão utilizadas para a avaliação Biomecânica por torque reverso. Após a remoção dos implantes, os ossos peri-implantares serão colhidos para análise de PCR em tempo real. No grupo, tecidos calcificados, oito tíbias serão utilizadas na análise de microtomografia computadorizada para avaliar volume ósseo, número de trabéculas, separação entre as trabéculas e espessura do trabeculado. Em seguida serão processadas no sistema EXAKT, a seguir será feita a microscopia de epifluorescência para avaliar a dinâmica óssea dos fluorocromos de calceína e alizarina. Por fim, análise histométrica por meio da coloração por azul de Stevenel e vermelho de alizarina, para a mensuração da extensão linear de contato osso-implante e área de osso neoformado. No grupo, tecidos descalcificados, oito tíbias serão submetidas a análise imunoistoquímica com anticorpos contra osteoprotegerina (OPG), ativador do receptor nuclear kappa B ligante (RANKL), osteocalcina (OC), fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF), e molécula de adesão celular endotelial plaquetária (PECAM-1). Outra parte das lâminas será utilizada para análise histológica, com avaliação da maturação óssea, presença de processo inflamatório e morfologia celular. Dentro dos grupos de análises, os animais serão divididos em quadro subgrupos, conforme submetidos a cirurgia de ovariectomia ou cirurgia fictícia, e se submetidos a instalação de implantes tratados com incorporação de alendronato de sódio (ALE). Em todos os subgrupos será administrado losartan 30 mg/kg v.o por sete dias antes da instalação dos implantes até a eutanásia. Sendo assim, a disposição dos subgrupos será: SHR SHAM, SHR SHAM ALE, SHR OVX e SHR OVX ALE. Todos os resultados quantitativos serão submetidos a análise estatística adotando-se um nível de significância de 5%. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.