Busca avançada
Ano de início
Entree

Melhoria de simulações baseadas em processos do eucalipto com o modelo APSIM e o seu uso para avaliações florestais em cenários climáticos atuais e futuros

Processo: 18/00642-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Agrometeorologia
Pesquisador responsável:Paulo Cesar Sentelhas
Beneficiário:Elvis Felipe Elli
Supervisor no Exterior: Neil Ian Huth
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (CSIRO), Austrália  
Vinculado à bolsa:16/26014-6 - Intercomparação de modelos de simulação de florestas de eucalipto e seu uso na definição de estratégias para o aumento da resiliência e da produtividade frente às mudanças climáticas, BP.DR
Assunto(s):Mudança climática   Energia de biomassa

Resumo

O Eucalyptus é o gênero mais cultivado em reflorestamento no Brasil e fornece recursos renováveis para a produção de polpa, papel e bioenergia. Esse gênero é altamente influenciado pelas condições meteorológicas. Portanto, são necessárias alternativas para mitigar o impacto da variabilidade e das mudanças climáticas. A hipótese desse projeto é que o modelo APSIM pode ser apropriado para estimar a produtividade do eucalipto no Brasil e avaliar possíveis estratégias para mitigar os efeitos do clima atual e futuro sobre esta espécie florestal. O objetivo desse estudo é adaptar, calibrar e avaliar o modelo APSIM para melhorar as simulações de produtividade do eucalipto e utilizá-lo para propor estratégias para mitigar o efeito da variabilidade e das mudanças climáticas no Brasil. Para isso, dados experimentais de produtividade do período de 2012 a 2017 de oito clones de eucalipto distribuídos em 25 localidades do Brasil serão utilizados para adaptar, calibrar e avaliar o modelo APSIM. Posteriormente, séries históricas de dados meteorológicos (cenário atual) de outras 25 localidades produtoras de eucalipto do Brasil serão utilizadas para avaliar o impacto da variabilidade e das mudanças climáticas sobre a produtividade o eucalipto. Para a avaliação dos cenários futuros, serão utilizados cinco Modelos de Circulação Geral e dois cenários de emissão de gases do efeito estufa. A partir dos resultados, pretende-se desenvolver estratégias adaptativas para as plantações de eucalipto com o intuito de minimizar possíveis impactos negativos sobre a produção florestal.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.