Busca avançada
Ano de início
Entree

Emprego de imagens digitalizadas na avaliação do crescimento de raízes e da copa de tangerina ponkan e tangor dekopon sobre dois porta-enxertos, em sistema de cultivo protegido para produção de frutos de mesa

Processo: 17/19139-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Sérgio Alves de Carvalho
Beneficiário:Lucas Felipe Minto
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Cultivo protegido   Sistema radicular   Raiz (anatomia vegetal)   Porta-enxertos   Citrus   Tangerina   Imagem digital

Resumo

O hanglongbing (HLB), causado pela bactéria Candidatus Liberibacter spp é atualmente a maior ameaça da citricultura no estado de São Paulo. A produção de frutos de mesa em sistema de cultivo protegido do seu vetor, o psilideo Diaphorina citri Kuwayama, pode ser uma alternativa para pequenos e médios citricultores se manterem na atividade, sendo necessária a obtenção de maiores informações sobre o comportamento das plantas neste sistema. Com relação a avaliação do crescimento do sistema radicular, a obtenção de imagens digitalizadas com uso de minirhizotrons tem sido utilizada com sucesso em diversas culturas, possibilitando análises sequenciais ao longo do tempo no mesmo ponto de amostragem. Imagens digitalizadas podem ser também empregadas para avaliação do crescimento da parte aérea e auxiliar na avaliação de sistemas de produção. O objetivo deste trabalho é avaliar o crescimento de raízes e da parte aérea com imagens digitalizadas, de plantas cultivadas em ambiente protegido visando a produção de citros de mesa. Em 2 ambientes (cobertura com tela e cobertura com plástico), serão avaliadas 2 variedades copa: tangerina 'Ponkan' e tangor 'Dekopon', enxertadas em 2 porta-enxertos: Trifoliatas Limeira' e 'Flying Dragon'. O delineamento experimental será de Blocos casualizados com 2 tratamentos (copas), em 4 repetições para cada porta enxerto, em cada ambiente e 5 plantas por parcelas. Com uso do scanner de raízes CI-6000-TA66 (Tecnal®) e tubos de acrílico instalados no perfil do solo para acesso e obtenção das imagens, serão avaliados a cada 4 meses a densidade cumulativa da raiz (LA), distribuição de raízes no perfil do solo e a profundidade das raízes. Na parte aérea, serão analisados o diâmetro de caule do porta-enxerto e da copa, a área foliar total e a área do perfil da copa com imagens digitalizadas. Para análise das imagens, será empregado o software SIARCS® 3.0. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.