Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do pH e da concentração de esporos na morfologia de Aspergillus niger e na produção de endoglucanases

Processo: 17/24068-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Pesquisador responsável:Alberto Colli Badino Junior
Beneficiário:André Luís Zozzi Ferreira
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia bioquímica   Fontes renováveis de energia   Materiais lignocelulósicos   Aspergillus niger   Enzimas celulolíticas   Bioetanol

Resumo

Atualmente existe uma grande preocupação econômica e ambiental com relação às fontes de energia utilizadas. Antevendo a escassez e/ou a limitação do uso de combustíveis fósseis por questões ambientais, faz-se necessária uma busca por fontes de energia alternativas renováveis e sustentáveis. Uma das alternativas que leva em consideração a utilização de resíduos agrícolas como materiais lignocelulósicos é o etanol de segunda geração (2G). A produção de etanol 2G compreende pelo menos três etapas: pré-tratamento, hidrólise e fermentação. Um dos gargalos do processo ainda é o alto custo das enzimas utilizadas na etapa de hidrólise da biomassa. Portanto, a produção de celulases a baixo custo é ainda um gargalo no desenvolvimento de um processo sustentável para a produção de etanol 2G. No cultivo de fungos filamentosos, o pH e a concentração de esporos influenciam a morfologia desses microrganismos, que por sua vez afeta a produção de diferentes metabólitos. Porém, poucos trabalhos na literatura comprovam qual a melhor morfologia para a produção de celulases. Sendo assim, o presente trabalho pretende avançar na análise da influência da morfologia celular de fungos na produção de enzimas celulolíticas, mais especificamente endoglucanases, pelo fungo filamentoso Aspergillus niger. Propõe-se definir diferentes morfologias na fase de preparação do inóculo do fungo através da variação do pH do meio de cultura e da concentração inicial de esporos e verificar qual a melhor para produção de endoglucanases por A. niger. Dessa forma, pretende-se contribuir para a melhoria da etapa de obtenção de enzimas visando a produção de etanol 2G. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.