Busca avançada
Ano de início
Entree

Capital financeiro e land grabbing: o controle de terras pela empresa Agrifirma Brasil Agropecuária Ltda

Processo: 17/25322-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Samuel Frederico
Beneficiário:Lucas Antunes Leite da Silva
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Geografia econômica   Agronegócio   Financeirização   Distribuição de terras   Compra e venda   Custo de capital   Fronteira agrícola   Fiscalização   Território

Resumo

Neste projeto parte-se da ideia que os agentes financeiros vêm impondo uma nova dinâmica na agricultura mundial. Desde o início do século XXI, o aumento da demanda por commodities junto a crise financeira mundial, abriu caminho para o interesse dos investidores financeiros no controle de terras. O território brasileiro, com seu estoque de terras com preço relativamente barato tornou-se atrativo para o capital financeiro internacional que passou a fazer acordos com grandes produtores e empresas nacionais para adquirir extensas áreas na fronteira agrícola. O desafio é analisar as estratégias de atuação e acumulação da empresa agrícola Agrifirma Brasil Agropecuária LTDA no território brasileiro. Desta maneira, a pesquisa propõe a identificação dos agentes financeiros controladores da empresa e suas formas de parceria, para entender como atuam no mercado de terras e na produção agrícola moderna. Ademais será feita uma análise de como os investidores institucionais conseguem impor sua lógica de rentabilidade à empresa e as estratégias das mesmas de aquisição, valorização e venda de terras. (AU)