Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos de aquecimento de discos de acreção protoestelares

Processo: 17/26042-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Vera Jatenco Silva Pereira
Beneficiário:Natália Fernanda de Souza Andrade
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/10559-5 - Investigação de fenômenos de altas energias e plasmas astrofísicos: teoria, simulações numéricas, observações e desenvolvimento de instrumentação para o Cherenkov Telescope Array (CTA), AP.TEM
Assunto(s):Astrofísica de plasmas   Estrelas

Resumo

Discos de acreção são observados em torno de estrelas jovens, como estrelas T Tauri. Para que haja transporte do material do disco para a estrela é necessário que as partículas do disco percam um pouco de sua energia de rotação e "caiam" em direção ao objeto central. O mecanismo de transporte de momento angular mais promissor é a instabilidade magneto-rotacional (IMR). No entanto, esta instabilidade requer que as partículas do gás estejam acopladas às linhas de campo magnético. Para que isso ocorra, uma fração das partículas deve estar carregada. Como a temperatura do disco é muito baixa, as partículasapresentam baixos graus de ionização. Assim, para que a IMR possa atuar em todo o disco são necessárias temperaturas mais altas. Há vários trabalhos na literatura que utilizam oamortecimento de ondas Alfvén como mecanismo extra de fonte de energia, como o amortecimento não linear, turbulento e o amortecimento ressonante de ondas Alfvén de superfície. O objetivo do presente projeto é analisar qual destes mecanismos de amortecimento é o mais eficiente para o aquecimento do disco em função da distância radial e altura. Embora na literatura esses mecanismos de amortecimento foram utilizados independentemente eles podem atuar conjuntamente. Desta forma, iremos pesquisar a maneira pela qual este acoplamento pode ser obtido de maneira a maximizar o aquecimento do disco. Além disso, será calculada a fração de ionização que cada mecanismo de amortecimento contribui para o aquecimento do disco. Paralelamente, um código numérico estará sendo construído para resolver as equações que regem o disco, incluindo a combinação dos três mecanismos citados como fonte adicional de energia. (AU)