Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de três estirpes mutantes de Francisella noatunensis orientalis através da deleção dos genes de virulência igl e pdp

Processo: 17/24653-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:André Marcos Santana
Beneficiário:Fabrício David Couto
Empresa:Prevet Laboratório de Diagnóstico, Desenvolvimento e Sanidade Aquícola Ltda
Vinculado ao auxílio:16/25347-1 - Desenvolvimento de uma vacina atenuada para controle e prevenção da infecção por Francisella noatunensis subespécie orientalis em pisciculturas, AP.PIPE
Assunto(s):Piscicultura   Francisella   Virulência   Desenvolvimento de vacinas   Vacinas atenuadas   Análise de sequência de DNA

Resumo

O objetivo final do projeto PIPE a qual este projeto de TT-3 está vinculado é produzir uma vacina viva atenuada contra Francisella noatunensis subespécie orientalis que possa ser utilizada nas pisciculturas para controle e prevenção da infecção causada por este agente. Neste sentido, o objetivo da 1ª Fase do projeto é produzir três estirpes mutantes de Francisella noatunensis orientalis, a partir de uma estirpe brasileira não mutante isolada no laboratório da PREVET (36163D). A proposta é deletar os genes de virulência igl e pdp, pertencentes a ilha de patogenicidade de Francisella, produzindo-se assim três estirpes: Estirpe 1: deleção do gene igl; Estirpe 2: deleção do gene pdp; Estirpe 3: deleção dupla dos genes igl e pdp. Assim sendo, espera-se que as estirpes mutantes possam ser usadas para a elaboração de uma vacina viva atenuada, ainda não existente no mercado. Inicialmente, será realizado sequenciamento total e anotação do genoma da estirpe brasileira não mutante isolada no laboratório da PREVET (36163D), com o intuito de identificar os conjuntos de genes dos "operons" igl e pdp, que serão deletados para produção das estirpes mutantes propostas. Em seguida, será realizada a deleção dos genes utilizando a estirpe brasileira (36163D), pela técnica "Lambda red", para criação das estirpes mutantes citadas anteriormente. A mutação das estirpes da bactéria produzidas será verificada pela técnica de PCR e sequenciamento total e análise dos genomas dos mutantes. Todas as etapas de sequenciamento descritas serão realizadas em laboratórios pertencentes ao Departamento de Tecnologia da FCAV, UNESP, Câmpus de Jaboticabal. A geração das estirpes mutantes será realizada no laboratório da empresa PREVET. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDEZ-ALARCON, M. F.; SANTANA, A. M.; VIADANNA, P. H. O.; MANZINI, B.; NATORI, M. M.; ISHIKAWA, C. M.; DIAS, D. C.; RANZANI-PAIVA, M. J. T.; SQUASSONI, G. H.; COUTO, F. D.; FURLAN, L. R.; TACHIBANA, L. Nile tilapia (Oreochromis niloticus) challenged infection by Francisella noatunensis subsp. orientalis via an intragastric route protocol. Aquaculture, v. 510, p. 380-385, AUG 15 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.