Busca avançada
Ano de início
Entree

Consumo de alimentos ultraprocessados e ocorrência de obesidade na população australiana

Processo: 17/24601-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Carlos Augusto Monteiro
Beneficiário:Priscila Pereira Machado
Supervisor no Exterior: Gyorgy Scrinis
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Melbourne, Austrália  
Vinculado à bolsa:16/13168-5 - Consumo de alimentos ultraprocessados, perfil nutricional da dieta e obesidade em sete países. estudo na população australiana, BP.DR
Assunto(s):Processamento de alimentos   Consumo de alimentos   Dieta   Austrália

Resumo

Esta proposta consiste em estágio de pesquisa no exterior no Food Policy Research Group, University of Melbourne, sob a supervisão do Dr. Gyorgy Scrinis, de março de 2018 a fevereiro de 2019. O plano de trabalho prioriza o desenvolvimento do projeto de pesquisa, o que inclui ampliação do conhecimento em padrões de consumo alimentar, perfil nutricional da dieta e obesidade, e políticas de alimentação e nutrição na Austrália, revisão da literatura, análises estatísticas e escrita de manuscrito. A candidata também pretende participar de atividades acadêmicas, como cursos e seminários, assim como desenvolver colaborações em pesquisa. Esta proposta é parte do projeto de doutorado da candidata, que é parte do projeto temático "Consumo de alimentos ultraprocessados, perfil nutricional da dieta e obesidade em sete países". O objetivo do presente projeto é estudar a associação entre o consume de alimentos ultraprocessados e a ocorrência de obesidade na Austrália. A fonte de dados é a pesquisa National Nutrition and Physical Activity Survey (NNPAS) realizada em 2011-12. Esta pesquisa estudou uma amostra probabilística da população australiana com dois ou mais anos de idade (n=12.153). O consumo alimentar foi avaliado por meio de dois recordatórios alimentares de 24 horas. Alimentos ultraprocessados são definidos como formulações industriais que contenham ingredientes não comumente utilizados em preparações culinárias. Dados de peso e altura, obtidos por mensuração direta dos moradores dos domicílios estudados, serão utilizados para cálculo do Índice de Massa Corporal e para o diagnóstico da obesidade (IMC >= 30 kg/m2). Modelos lineares generalizados serão também utilizados para se estudar a associação entre o padrão de consumo de alimentos ultraprocessados e a ocorrência da obesidade. Esses modelos serão ajustados para variáveis sociodemográficas e para outras potenciais variáveis de confundimento, como o nível de atividade física, e levarão em conta, ainda, o efeito de variáveis de mediação relacionadas ao perfil nutricional da dieta.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.