Busca avançada
Ano de início
Entree

Micobactérias não-tuberculosas: aspectos microbiológicos e perfil de acometimento clínico de pacientes em um Hospital Universitário na cidade de Campinas-SP

Processo: 17/11248-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Mônica Corso Pereira
Beneficiário:Nathalia Fernanda Nora Santos
Instituição-sede: Hospital de Clínicas (HC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia   Micobactérias não tuberculosas   Técnicas e procedimentos diagnósticos

Resumo

A frequência de infecções por Micobactérias Não-Tuberculosas (MNT) supera a de infecções por tuberculose (TB) em países desenvolvidos, e nas últimas décadas vem aumentando ainda mais o isolamento destes patógenos. Embora a infecção possa ocorrer em praticamente qualquer órgão, as infecções pulmonares são mais comuns. M. avium, M. kansasii e M. abscessus são os organismos mais freqüentemente identificados causando doença pulmonar. Os organismos podem ser encontrados no solo e na água e, embora a fonte específica de infecção geralmente não possa ser identificada, suspeita-se que a doença humana seja adquirida a partir de exposições ambientais. O isolamento de uma MNT não necessariamente significa infecção ativa. Parâmetros clínicos, radiológicos e microbiológicos são necessários para estabelecer o diagnóstico de infecção ativa (ou doença) por MNT. No entanto, apesar destas infecções estarem se tornando cada vez mais comuns na prática clínica, permanecem lacunas significativas no conhecimento sobre os aspectos epidemiológicos, clínicos e laboratoriais sobre estes microrganismos, tornando-se imprescindíveis novos estudos e monitoramento das micobacterioses não tuberculosas. O objetivo desta pesquisa é conhecer o perfil clínico dos doentes com isolados positivos para MNT, bem como os aspectos clínicos, laboratoriais e radiológicos associados à ocorrência de MNT pulmonar em um hospital universitário (HC-Unicamp); também, dentre os casos com MNT e manifestações pulmonares, descrever os critérios diagnósticos utilizados, o tratamento instituído e a resposta ao tratamento; além disso, identificar as cepas de MNT no HC-Unicamp. Trata-se de um estudo retrospectivo observacional sistemático a ser realizado nos departamentos de Pneumologia e Microbiologia do Hospital das Clínicas da Universidade de Campinas (UNICAMP). Serão analisados os prontuários de todos os pacientes que apresentaram isolados de MNT entre os anos de 2012 a 2016 para coleta de dados do paciente (idade, gênero, co-morbidades e medicamentos utilizados, presença de doença pulmonar crônica, sintomas respiratórios, presença ou não de sintomas sistêmicos). Serão também coletados dados relativos à MNT (material, número de isolados, cepa). Além disso, para os casos considerados como infeção ativa/doença por MNT serão colhidas informações sobre o tratamento para MNT (drogas utilizadas, tempo de tratamento, evolução clínica). Todos estes dados serão coletados em ficha especialmente elaborada para tal. Naqueles com doença pulmonar serão analisados1os exames de imagem (radiograma de tórax e tomografia de tórax). Aumentar o conhecimento sobre o espectro das apresentações clínicas da infecção / doença por MNT pode ajudar a melhorar o manejo terapêutico dos pacientes com estas condições. (AU)