Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da otimização do pré-tratamento alcalino bagaço de cana-de-açúcar em reator de bancada visando a produção de etanol de segunda geração

Processo: 17/22137-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Pesquisador responsável:Elisângela de Jesus Cândido Moraes
Beneficiário:Vinicius Roberto Barbosa da Silva
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Assunto(s):Indústria sucro-alcooleira   Aproveitamento de subprodutos   Bagaço de cana-de-açúcar   Biomassa lignocelulósica   Membranas de separação   Hidróxido de sódio   Bioetanol

Resumo

Em meio ao desenvolvimento de diversas tecnologias que visam integração entre o setor produtivo de combustíveis com o meio ambiente, deseja-se encontrar maneiras economicamente viáveis de reaproveitar os subprodutos dessa indústria para o uso sustentável. Desta forma, para o setor sucroalcooleiro, o desenvolvimento de uma técnica de rendimentos satisfatórios acerca do processo de hidrólise da biomassa lignocelulósica residual do processo de moagem da cana-de-açúcar mostra-se como um estudo bastante promissor. Assim, o presente projeto tem como objetivo estudar meios de preparo dessa matéria-prima de forma a otimizar o seu reaproveitamento para a produção de bioetanol de segunda geração, visto que esse procedimento ainda é muito caro atualmente em função de diversas variáveis que se mostram obstáculos para esse setor de pesquisa. Para isso, pretende-se estabelecer uma condição de pré-tratamento alcalino no qual será utilizado como catalisador o hidróxido de sódio (NaOH) a fim de facilitar a hidrólise subsequente da fração hemicelulósica e celulósica do bagaço de cana-de-açúcar. Neste contexto, este projeto visa, também, através da análise experimental e dos cálculos de balanço de massa e energia envolvidos no processo, determinar a viabilidade do pré-tratamento com uso do NaOH à partir de técnicas analíticas e estatísticas que serão realizadas utilizando o Laboratório de Separação por Membranas (LASEP) localizado no Departamento de Engenharia Química (LOQ) da Escola de Engenharia de Lorena (EEL-USP) em integração com o Departamento de Biotecnologia Industrial (LOT) e com o Centro de Informática da instituição. (AU)