Busca avançada
Ano de início
Entree

Teste da caminhada na insuficiência cardíaca moderada

Processo: 18/00553-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Naomi Kondo Nakagawa
Beneficiário:Talita Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Insuficiência cardíaca   Teste de caminhada   Frequência cardíaca   Capacidade funcional   Prognóstico

Resumo

O teste da caminhada dos seis minutos (TC6M) tem sido utilizado como instrumento para avaliar a capacidade funcional de indivíduos em diversas condições clínicas. No teste da caminhada, o delta de frequência cardíaca (FC) de recuperação do primeiro minuto (HRR1) e o delta de FC de recuperação do segundo minuto (HRR2) assim como a distância caminhada são indicadas como marcadores de gravidade e de mortalidade em pacientes com insuficiência cardíaca (IC) grave. O objetivo do presente estudo é investigar o papel dessas variáveis como marcadores prognósticos de pacientes com IC moderada para eventos cardíacos e morte em 12 meses de seguimento assim como o tempo de recuperação entre o pico da FC e a FC de repouso (THRR). Serão avaliados 50 pacientes com IC moderada NYHA classe funcional II e 15 indivíduos saudáveis, idade igual ou superior a 20 anos, ambos sexos e submetidos exame ecodopplercardiograma, físico, anamnese e ao TC6M. Os indivíduos serão acompanhados durante 12 meses para eventos cardíacos (hospitalização por descompensação cardíaca, congestão pulmonar cardiogênica) e morte. Usaremos a curva ROC (receive-operator curve) para avaliar a sensibilidade e a especificidade e possíveis associações entre distância caminhada, HRR1, HRR2 e THRR. O presente estudo pretende testar possíveis variáveis preditoras de eventos cardíacos e mortalidade em pacientes com IC moderada a partir de respostas fisiológicas ao TC6M e acompanhamento de 12 meses. (AU)