Busca avançada
Ano de início
Entree

Proveniência sedimentar dos segmentos internos da Faixa Paraguai: domínios paleogeográficos distais de uma margem passiva?

Processo: 17/18174-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Mario da Costa Campos Neto
Beneficiário:Gabriella Labate Frugis
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/03737-0 - O Cráton Rio de la Plata e o Gondwana Ocidental, AP.TEM
Assunto(s):Evolução tectônica   Rodínia   Gondwana   Geocronologia   Paleogeografia   Paraguai

Resumo

Reconstruções paleogeográficas das configurações pré-cambrianas de massas continentais são de grande importância para o entendimento da evolução geológica e da vida. Paleocontinentes recobertos por espessos pacotes de sedimentos e dos quais a Geologia é pobremente conhecida, usualmente não são considerados nos esboços paleogeográficos da evolução Rodinia-Gondwana, onde a obtenção de dados de paleomagnetismo é dificultada. A constituição de um destes continentes, o Bloco Paranapanema, durante a construção de Gondwana Ocidental pode ser estudado através das faixas móveis adjacentes. A investigação da proveniência sedimentar e caráter magmático destas faixas orogênicas contribuem indiretamente para o conhecimento da composição do embasamento destes paleocontinentes, da posição destes blocos em relação aos demais e como se deram suas interações. O presente projeto propõe investigar, através de estudos de proveniência sedimentar e caráter do magmatismo (U-Pb, Lu-Hf, ETR e ´18O em zircão, geoquímica isotópica - Sm-Nd e Rb-Sr - e elemental em rocha-total), a evolução da Faixa Paraguai Norte e seu contexto na construção de Gondwana Ocidental. (AU)