Busca avançada
Ano de início
Entree

Contribuição da fixação biológica de nitrogênio, do fertilizante mineral nitrogenado e do nitrogênio do solo para o metabolismo de N e a produção da soja

Processo: 17/17756-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:José Lavres Junior
Beneficiário:Nícolas Braga Casarin
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Nitrogenase   Técnicas isotópicas

Resumo

A fixação biológica de nitrogênio (FBN) consiste na principal fonte de obtenção de nitrogênio (N) pela cultura da soja. A aplicação de fertilizantes nitrogenados pode comprometer a eficiência da nodulação e não ser traduzida em ganhos significativos de produtividade, representando assim um custo dispensável ao produtor. Objetiva-se com esse trabalho avaliar o efeito exclusivo da FBN, da aplicação de nitrogênio mineral na semeadura, no florescimento e em ambos os momentos para avaliar a quantidade de 15N na planta proveniente do solo, do fertilizante e da fixação biológica de nitrogênio (FBN), por meio da técnica isotópica (´15N), avaliar a nodulação, a atividade da nitrogenase (E.C. 1.18.6.1) e redutase do nitrato (E.C. 1.7.1.1 ), a quantificação de ureídeos na raízes e caule, a redistribuição de 15N, o crescimento e a produção de grãos das plantas. O fertilizante utilizado (ureia) será enriquecido com o isótopo de 15N, a 5% de átomos em excesso. Serão utilizados dois cultivares de diferentes tipos de crescimento, um determinado (BMX Ativa RR) e um indeterminado (BMX Elite IPRO/BMX Apolo RR). O experimento será realizado em vasos contendo 10 dm3 de terra proveniente de um Latossolo Vermelho-Amarelo Distrófico típico (LVAd), utilizando o delineamento experimental de blocos completos ao acaso, com os tratamentos arranjados em esquema fatorial 4 x 2 x 6 (quatro formas de aplicação de N x dois cultivares x seis épocas de avaliação), com três blocos. Serão avaliadas as variáveis de quantificação da FBN, remobilização de N, atividade das enzimas nitrato redutase e nitrogenase, concentração de ureídeos na seiva do xilema, taxa de assimilação de CO2, massa seca e concentração de N nas partes da planta, massa fresca e número de nódulos e relação proteína:óleo no grão. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CASARIN, Nícolas Braga. Contribuição de diferentes fontes de nitrogênio para a FBN e o metabolismo de N da soja. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Centro de Energia Nuclear na Agricultura Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.