Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do tratamento de lesão muscular pela associação da sutura e do plasma rico em plaquetas

Processo: 17/06930-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:William Dias Belangero
Beneficiário:Thiago Alves Garcia
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Lesão muscular   Sutura   Plasma rico em plaquetas   Regeneração muscular

Resumo

As lesões musculares são divididas em leves, moderadas e graves conforme a quantidade de fibras rompidas. O tratamento padrão para lesões graves é a cirurgia para sutura muscular, nas quais as bordas do músculo rompido são unidas. O Plasma Rico em Plaquetas (PRP), é outro tratamento que apresenta resultados positivos, devido a seus fatores de crescimento que estimulam a angiogênese, quimiotaxia e síntese de novas fibras musculares. Desta forma, o objetivo desse trabalho será analisar a associação das duas técnicas na lesão muscular, hipotetizando que sua união resulte na regeneração do músculo lesionado de forma mais efetiva que a aplicação isolada das técnicas. Serão utilizados 70 ratos distribuídos em 5 grupos: controle (C), controle lesão (CL), lesão e sutura (LS), lesão e PRP (LP), lesão, sutura e PRP (LSP). O processo de lesão ocorrerá por meio de cirurgia na qual a porção lateral do músculo gastrocnêmio será seccionada. Para aplicação do PRP, este será extraído por meio de punção cardíaca do grupo C e será aplicado após 24 horas de lesão. Os animais serão eutanasiados no 7º dia após a lesão. Sete animais terão os músculos submetidos ao ensaio mecânico enquanto os outros terão o tecido muscular congelado para análise das características morfológicas, colágeno muscular, análise fractal, estresse oxidativo. Para todas as análises será realizado teste de normalidade seguido dos pós-testes adequados dependendo da presença de distribuição gaussiana ou não. Será adotado nível de significância de 5%. (AU)