Busca avançada
Ano de início
Entree

Permanência universitária: quando o pedagógico se une ao econômico

Processo: 17/24909-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Fundamentos da Educação
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Maria Cristina da Silveira Galan Fernandes
Beneficiário:Hellen Cristina Xavier da Silva Mattos
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Sociologia educacional   Ensino superior

Resumo

A permanência universitária ganhou maior atenção após a implementação de políticas de democratização da educação superior, como a Lei 12.711/2012 que regulamenta a reserva de vagas nas instituições federais de ensino superior para estudantes oriundos de escola pública. Com essas modificações, o Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAEs) se fortalece e visa atender os estudantes universitários que apresentam vulnerabilidade socioeconômica. Dessa maneira, as políticas e ações de permanência universitária têm se fortalecido dentro das instituições e favorecido parcialmente os estudantes por meio de bolsas assistenciais. Contudo, em nossos estudos anteriores de Iniciação Científica, constatamos que os estudantes alegam que a principal dificuldade encontrada para permanecerem na universidade se refere a sua defasagem cultural e ausência de práticas de estudo, dificuldades estas que não têm encontrado o mesmo respaldo institucional como a assistência financeira. Assim, a presente proposta de mestrado consiste em analisar a política de permanência universitária da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) expressa no Programa de Tutoria da instituição, problematizando a articulação entre as dimensões econômica e pedagógica das dificuldades evidenciadas pelos graduandos, visando compreender o impacto das ações institucionais referentes à dimensão pedagógica e cultural da permanência universitária nas estratégias de adaptação e na formação do estudante para o campo científico. A pesquisa tem caráter qualitativo e serão utilizados como instrumentos de coleta de dados questionários, entrevistas semiestruturadas e grupos focais com estudantes e tutores vinculados ao Programa de Tutoria. Os dados serão tabulados e categorizados a partir da análise de conteúdo. Discutiremos os resultados com as pesquisas atuais sobre a permanência universitária e com as contribuições teóricas de Pierre Bourdieu e Bernard Lahire, por analisarem fatores familiares e sociais que influenciam no desempenho e sucesso acadêmicos de estudantes, rompendo a ideologia meritocrática do dom e aptidões naturais que permeiam a educação superior. Esperamos que os resultados da pesquisa permitam a ampliação da visibilidade das dimensões pedagógica e cultural como respaldo necessário e articulado à dimensão econômica na permanência universitária. (AU)