Busca avançada
Ano de início
Entree

Variações interpopulacionais no sistema de acasalamento e sucesso reprodutivo de Manogea porracea (Araneae, Araneidae), uma aranha com cuidado ANFISEXUAL

Processo: 17/14196-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Comportamento Animal
Pesquisador responsável:João Vasconcellos Neto
Beneficiário:Rafael Rios Moura
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Seleção sexual   Aranhas   Repetições de microssatélites

Resumo

O primeiro caso de cuidado parental em aranhas solitárias que envolve atividades desenvolvidas pelos machos foi descrito para Manogea porracea, na Fazenda Nova Monte Carmelo, em Estrela do Sul, MG. Nesse caso, os machos removem a umidade das ootecas após chuvas, renovam as teias quando são danificadas por vento, chuva ou queda de galhos, evitando que as ootecas caiam no chão e sejam atacadas por predadores, e protegem a prole contra o ataque de espécies de aranhas araneofágicas. Essa espécie neotropical ocorre do Panamá ao Brasil. Embora existam poucos estudos sobre a ocorrência de variações interpopulacionais do comportamento parental em animais, é possível que espécies com ampla distribuição geográfica, como M. porracea, apresentem populações sujeitas a diferentes condições (e.g., pressão de predação e disponibilidade de parceiros sexuais) que podem afetar a oferta de cuidado pelos machos. Observações preliminares sugerem que algumas importantes características do cuidado variam entre a população de Estrela do Sul e outra, localizada na Reserva Natural Vale, em Linhares, ES. Nesta última, os machos foram observados ofertando alimento à fêmea e aos filhotes. Esse investimento pode torná-los ainda mais seletivos, aumentando seu tempo de permanência na teia de uma parceira. Consequentemente, o sistema de acasalamento da população do Espírito Santo deve ser mais fortemente monogâmico, havendo menor incidência de ninhadas com múltiplos pais. Neste projeto, descreveremos os cuidados paternais da população de M. porracea da Reserva Natural da Vale e suas implicações para a sobrevivência da prole. Também desenharemos marcadores de microssatélites para essa aranha visando comparar a estrutura do sistema de acasalamento e o percentual de paternidade dos machos residentes nas teias das duas populações. Portanto, pretendemos descrever a variação interpopulacional no recém-descoberto comportamento de cuidado paternal em M. porracea e avaliar suas implicações para o sistema de acasalamento e para o sucesso reprodutivo dos machos dessas populações. Para isso, combinaremos ferramentas de análise genética, observação comportamental e experimentação em campo. O desenvolvimento dessa proposta trará inovações importantes para os estudos de seleção sexual e cuidado parental em aranhas e para a minha formação como ecólogo.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MOURA, RAFAEL R.; PITILIN, RENAN B.; BUSCHINI, MARIA L. T. Specialisation in prey capture drives coexistence among sympatric spider-hunting wasps. ECOLOGICAL ENTOMOLOGY, v. 44, n. 5, p. 639-647, OCT 2019. Citações Web of Science: 0.
SEGOVIA, JULIO M. G.; MOURA, RAFAEL RIOS; WILLEMART, RODRIGO H. Starvation decreases behavioral consistency in a Neotropical harvestman. ACTA ETHOLOGICA, v. 22, n. 3, p. 203-208, OCT 2019. Citações Web of Science: 0.
MOURA, RAFAEL R.; GONZAGA, MARCELO O. Spatial variation in sex ratio and density explains subtle changes in the strength of size-assortative mating in Edessa contermina (Hemiptera: Pentatomidae). ACTA OECOLOGICA-INTERNATIONAL JOURNAL OF ECOLOGY, v. 95, p. 86-92, FEB 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.