Busca avançada
Ano de início
Entree

Metabolismo in vitro dos alcalóides esteroidais de Solanum paniculatum l. (Solanaceae)

Processo: 17/19330-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Norberto Peporine Lopes
Beneficiário:Matheus Coutinho Gazolla
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50265-3 - Metabolismo e distribuição de xenobióticos naturais e sintéticos: da compreensão dos processos reacionais à geração de imagens teciduais, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Metabolismo

Resumo

A espécie Solanum paniculatum L. pertence à família Solanaceae e popularmente chamada de jurubeba. Reconhecidamente utilizada na medicina tradicional para tratamento de disfunções gástricas e hepáticas, também está presente em fitoterápicos comercializados para este fim. A produção de alcaloides esteroidais como a jurubidina e jurubina é característica das plantas do gênero Solanum, as quais são atribuídas as atividades biológicas supracitadas em virtude da presença da função amina na molécula. Além disso, essas substâncias demonstram propriedades de membrana em função do esqueleto esteroidal. Diversas metodologias in vitro como o uso de microssomas hepáticos e ensaios de oxidação biomimética com metaloporfirinas foram desenvolvidas com o objetivo de mimetizar as reações de fase I e II in vivo promovidas no fígado no processo de metabolismo. Quando associadas a técnicas sensíveis como espectrometria de massas e ressonância magnética nuclear fornecem informações relevantes sobre os possíveis metabólitos formados que reunidas a outras técnicas também são capazes de elucidar os aspectos cinéticos reacionais do metabolismo. Dessa maneira, técnicas atuais para estudo de metabolismo in vitro em conjunto com análises espectroscópicas surgem como uma ferramenta para a análise e colaboração para um estudo completo de administração, absorção, distribuição e eliminação de produtos naturais, especialmente de espécies da família Solanaceae. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.