Busca avançada
Ano de início
Entree

Nocaute para acil-CoA sintase (aCsl4) no tecido adiposo e no controle do metabolismo da obesidade

Processo: 17/21676-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Ellen Cristini de Freitas
Beneficiário:Ellen Cristini de Freitas
Anfitrião: Andrew Greenberg
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto (EEFERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Tufts University, Estados Unidos  
Assunto(s):Metabolismo dos lipídeos   Biologia molecular

Resumo

As cinco isoformas das acil-CoA sintases de cadeia longa (ACSL) estão associadas a diferentes papéis na regulação do metabolismo de ácidos graxos, promoção da proliferação celular e apoptose e desenvolvimento de doenças. Os efeitos da ACSL sobre o metabolismo dos ácidos graxos estão bem documentados; no entanto, seus papéis no controle do metabolismo da obesidade devem ser melhor investigados. Portanto, este projeto verificará os efeitos do nocaute para acil-CoA sintase (ACSL4) no tecido adiposo sobre parâmetros metabólicos, composição corporal, sensibilidade à insulina, níveis plasmáticos de insulina, b-hidroxibutirato, triglicerídeos e colesterol, lipólise, número e tamanho de adipócitos e genes relacionados ao gasto energético, inflamação, metabolismo lipídico e diferenciação do tecido adiposo branco em ratos obesos induzidos por dieta. Os camundongos que não possuem ACSL4 no tecido adiposo e os camundongos controle serão mantidos em gaiolas e alimentados com uma dieta com baixo teor de gordura (LFD) ou com alto teor de gordura (HFD) por 12 semanas. Os dados serão comparados usando um teste t de Student pareado, e a significância será definida como P <0,05.Palavras-chave: ACSL4; tecido adiposo branco; lipólise; consumo de oxigênio; biologia molecular.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.