Busca avançada
Ano de início
Entree

As origens de uma categoria: um estudo sobre o conceito de vanguarda na historiografia teatral chilena

Processo: 17/25447-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 31 de março de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Teatro
Pesquisador responsável:Laura Janina Hosiasson
Beneficiário:Bruno Verneck
Supervisor no Exterior: Cristián Opazo
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Pontificia Universidad Católica de Chile, Chile  
Vinculado à bolsa:17/08092-2 - Estado de agonia: teatro e política em Griselda Gambaro e Jorge Diaz, BP.IC
Assunto(s):Teatro de vanguarda   História do teatro   Crítica teatral

Resumo

A categoria de vanguarda é comumente utilizada para pensar o teatro da segunda metade do século XX. No teatro francês ela se tornou lugar comum para referir-se ao chamado "teatro do absurdo" e na historiografia teatral hispano-americana o termo também se difundiu. A obra de autores importantes do período como o chileno Jorge Díaz (1930 - 2007) e a argentina Griselda Gambaro (1928 -) recebeu esta denominação. Na crítica argentina ela foi amplamente repensada, enquanto que na crítica chilena se consolidou com o passar dos anos. Este projeto, entendendo a categoria de vanguarda em seu teor epistemológico problemático, pretende entender as origens desta no teatro chileno. Para tal, propomos um estudo sobre as resenhas públicas em jornais e revistas especializadas de peças de Díaz estreadas entre 1960-1964. Este recuo temporal tem por objetivo construir um painel e identificar os elementos vanguardistas que a crítica percebeu nesta obra para entender o caminho desta categoria até sua consolidação na historiografia atual. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.